Uma breve reflexão: você e eu passamos a vida toda trocando tempo por dinheiro.

Quando trabalhamos, doamos todo nosso tempo para uma determinada atividade em troca de dinheiro. Logo, esse dinheiro que recebeu custou o seu tempo, a sua vida, e isso não tem volta.

Diga-se de passagem, não tenho nada contra o trabalho, considero uma das coisas mais importantes da minha vida e espero que você também pense da mesma forma. O que me atormenta é desperdiçarmos o dinheiro que é fruto de tantas horas de esforço. Causa-me aflição o consumismo desenfreado ao comprarmos coisas que não precisamos. Trocamos nosso tempo por dinheiro, para desperdiçarmos logo ali. Quanto mais você consome, mais tem que trocar o seu tempo por dinheiro.

E qual a melhor forma de conquistar tempo? Infelizmente o que passou, passou, sem volta. Mas você pode estar comprando tranquilidade. Reflita e veja onde está indo seu suado dinheirinho, desprenda-se de vícios e bens que não são necessários. Será que você precisa trocar de celular todos os anos? Ou precisa de 10 camisas, 10 jeans, 10 sapatos novos? Aquela cerveja com os amigos todos os dias?

Existem muitos contrapontos: “a vida é curta, precisamos aproveita-la”, “viva o hoje porque o amanhã é incerto”. São objeções importantes ao que proponho e devemos leva-las em consideração. O fato é que, mesmo assim, trocamos tempo por dinheiro. Então aproveite melhor o seu dinheiro.

Imagine você em 20 anos (2039 é logo ali). Cada dinheirinho suado que você economiza HOJE é um agradecimento que você fará para si mesmo no futuro. Estudos mostram que as coisas estão ficando feias para os aposentados.

Segundo dados do IBGE, 46% dos aposentados no Brasil dependem dos parentes, 28% dependem de caridade, 25% são obrigados a continuar trabalhando para complementar renda, e apenas 1% são independentes financeiramente.
Junte um dinheirinho agora e faça disso uma prática regular. O montante começa devagarinho, desanimador pra dizer a verdade, mas lembre-se, você está garantindo um pouquinho mais de tempo e tranquilidade no futuro. Esqueça o curto prazo, você não vai ficar rico no ano que vem, mas se você guardar de pouquinho em pouquinho os juros compostos fazem um belo trabalho para você.

Quando receber o seu salário, não deixe para guardar depois de gastar. Reserve sua parcela de futuro no ato do recebimento e depois atenda suas necessidades básicas de moradia, saúde, educação, etc. Se ao final do mês sobrar uma graninha, não seja tão malvado consigo mesmo e lhe dê o luxo de consumir com algo que você goste. E fuja das tentações, compre apenas o que precisa. Lembre-se que, “se alguém está sentado na sombra hoje, é porque alguém plantou uma árvore muito tempo atrás. – Warren Buffet”. Plante a sua própria árvore e garanta a sua sombra no futuro. Somos responsáveis pela construção da nossa vida e espero que lá na frente você tenha a dignidade que merece. Grande abraço!

Laurício Costa
Gestor de TI