Select Page

Bombeando horizontes  – A verdade de cada um –  Zauri Tiaraju de Castro

Bombeando horizontes  – A verdade de cada um –  Zauri Tiaraju de Castro

Meu pai gostava de aplicar umas mentirinhas inocentes para animar a roda de mate, entreverando causos de revoluções, tropeadas e micos pagos pelos interioranos nas cidades grandes. Enfeitava, como se diz.

Depois, no quartel, a mentira não podia existir pela obrigação da lealdade na profissão, mas eram comuns da parte dos soldados que prestavam o serviço militar obrigatório, capazes de inventar qualquer estória criativa para escapar da escala de serviço no final de semana ou acampamento no inverno. E tenho muitos testemunhos disso.

Muito depois, quase agora mesmo, entrando na política, aprendi que a mentira ou até uma distorçãozinha dos fatos é coisa corriqueira. Dizem aqueles políticos que mentem, sofismam e enredam o rastro que estão utilizando os métodos do Príncipe Maquiavel para atingirem seus verdadeiros objetivos. Escamoteiam as verdades para protegerem-se nas disputas e até do fogo amigo dentro dos partidos, o que é mais perigoso do que os balaços recebidos dos inimigos declarados.

Em 2012, acreditei na promessa de “um certo Secretário da Casa Civil do governo Yeda Crucius” que liberaria sete milhões de reais para revitalizar a entrada da nossa cidade. Em 2014, quando estive no governo do Tarso Genro, descobri que eram mais 52 os processos similares aprovados pelo DAER, prometidos e não liberados por falta de fundos no cofre do estado já falido. Eram mentiras de campanha.

Tenho acompanhado a crença do nosso Jovem Prefeito em périplo pelos gabinetes estaduais na busca do dinheiro para pagar o remendo executado na saída para Lavras, trecho aquele que alguns, mais inteligentes ainda, oportunistas, acolheram para o município e que pertencia à esfera estadual. Ainda dizem que o nosso mandatário está tentando terceirizar a demanda. Ele está, isto sim, é tentando se livrar de um abacaxi fotografado e bem comentado por gente de responsabilidade, em passado muito recente. Foi uma mentirinha oportunista dos que achavam que o Gringo estava certo, naqueles tempos, naquele governo. Aliás, os mesmos de sempre e em qualquer governo que ocupe o Piratini que não seja do PT.

Acontece, que escrevi para falar da verdade e esta não ganha status de poderosa na boca de gente influente apenas por ser a obrigação de todos. A verdade quase sempre dói e as pessoas estão se acostumando a aceitar a mentira simplesmente para não se comprometer com a verdade de cada um, quando defendem seus próprios interesses escusos.

Zauri Tiaraju de Castro
ztiaraju@yahoo.com.br

Sobre o(a) Autor(a)

Previsão do Tempo

TV Gazeta – Mil Edições