Destacado líder político foi advogado, professor, vereador, vice-prefeito, prefeito, deputado estadual, secretário de Estado da Justiça e procurador do Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul. Em Caçapava do Sul, Celestino Granato Goulart atuou como vice-prefeito na administração de Antônio Cândido de Freitas e assumiu como prefeito de Caçapava do Sul de 1957 a 1959. Na condição de vereador suplente foi presidente do Poder Legislativo no ano de 1960. Celestino Granato Goulart pertenceu a Aliança Renovadora Nacional (ARENA) e ao Partido Social Democrático (PSD).

Celestino Granato Goulart nasceu em 10 de novembro de 1930, na cidade de Bagé, filho adotivo de seus tios João Faria de Oliveira Lima e Lucila Lesegneur de Faria. Advogado formado pela faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre (PUC). Casou-se em primeiras núpcias com Oraida Trípoli Goulart com quem teve os filhos Heloisa e Celestino Filho e, em segundas núpcias, com Maria Cláudia Candenil Goulart.

Celestino Goulart foi deputado estadual de 1966 a 1978, secretário de Estado da Justiça, presidente da Caixa Econômica Estadual, ocasião em que encaminhou muitos caçapavanos para a oportunidade de emprego, e por último atuou como procurador- geral do Ministério Público de Contas do Estado, onde aposentou-se.

Celestino Goulart recebeu o título de cidadão honorário de Caçapava do Sul, outorgado pela Câmara de Vereadores no ano de 1977; sócio benemérito da Caixa Econômica Estadual em Porto Alegre e da FUNBA, em Bagé, no ano de 1979; sócio benemérito do Aymoré Futebol Clube e de cidadão barrense, concedido pela Câmara de Vereadores da cidade de Barra do Ribeiro. Também foi agraciado com o título de cidadão honorário da cidade de Porto Alegre, em 23 de novembro de 1984; e através de resolução nº1003/2013 do Ministério Público de Contas do Estado, é denominado de “Celestino Goulart” o recinto localizado no 3º andar do Palácio Flores da Cunha – prédio sede do Tribunal de Contas do Estado – em sua homenagem.

Como prefeito, Celestino Goulart, cuja gestão teve dois anos e dois meses, deu prosseguimento às obras iniciadas pelo seu antecessor e procurou formar uma equipe de trabalho com maior dinamismo; realizou a abertura de ruas da cidade, principalmente a Rua General Osório, declarando de utilidade pública um trecho de interrupção daquela via e providenciou a devida desapropriação; criou e modernizou uma oficina técnica para prestar assistência ao município; aumentou o Parque Rodoviário adquirindo novos maquinários; interveio junto à Comissão Estadual de Comunicação, para que a ligação de Caçapava à Cachoeira do Sul passasse pelo Sistema VHF diminuindo assim as despesas que o Município tinha com a linha física que ligava os dois municípios; e também desapropriou 60 hectares de terras para a ampliação da pista de pouso do Aeroporto Municipal.

Celestino Goulart, quando deputado estadual e líder do governo de Sinval Guazzelli e secretário de Estado da Justiça no governo de José Augusto Amaral de Souza, teve seus olhos sempre voltados para Caçapava do Sul e várias conquistas obtidas pela Administração Municipal da época junto ao Governo do Estado contaram com a sua preciosa colaboração. Sempre teve muito carinho pela cidade que o adotou como filho, sendo que quando foi secretário de Estado sua primeira visita foi à Caçapava do Sul. Celestino Goulart foi presença marcante em inaugurações e festividades da Segunda Capital Farroupilha.
Nesta cidade, até esta data, não existe nenhum espaço público homenageando aquele cidadão que dedicou grande parte de sua vida ao município de Caçapava do Sul.

Celestino Granato Goulart faleceu no dia 26 de março de 2013, na cidade de Porto Alegre, aos 83 anos de idade.

Por Fátima Jovane Nunes
Pesquisadora