O Festival da Pandorga realizado em Caçapava do Sul no dia 22 de setembro de 1985 fez parte das comemorações alusivas ao Sesquicentenário da Revolução Farroupilha. A iniciativa foi da Administração Municipal, através da Secretaria de Município de Turismo, com apoio de diversas empresas do município. Anteriormente, a Prefeitura já havia promovido muitos outros festivais do gênero, mas esse foi especial, pois teve como tema “A Pandorga do Sesquicentenário Farroupilha”, onde a criatividade e a história caminharam juntas.

Na oportunidade, participaram do Festival mais de 1.800 inscritos, entre crianças e adultos, que coloriram os céus do Forte Dom Pedro II com muita criatividade e levando ao ar pandorgas de todos os tamanhos, formatos e cores.

Uma comissão especial formada por Carlos Pereira de Carvalho, Hilda Pazinato Mota e Olcindo Martins Soares escolheu as pandorgas consideradas as mais originais em relação ao tema proposto que foi o do “Sesqüicentenário Farroupilha”.

Os três vencedores, que apresentaram as pandorgas mais originais foram: 1º lugar – Robinson Crusoé Conceição Pinto, de 11 anos e aluno da Escola Professora Eliana Bassi de Melo, com a Pandorga em forma de um guerreiro farrapo, inscrição de número 712 e que recebeu como prêmio uma bicicleta oferecida pela loja CIMACO Materiais de Construção Ltda.; em 2º lugar – João Carlos Trindade com a inscrição de número 013, que mostrou o mapa das capitais farroupilhas e recebeu uma bola de futebol de salão oferecida pela Prefeitura Municipal; e em 3º lugar – Cláudio dos Santos com a inscrição de número 003, que reproduziu uma caixa com as cores e registros da Revolução e recebeu um relógio de pulso oferecido pela Casa Wantuil Miranda.

Também foi premiada a menor Pandorga, apresentada pelo garotinho José Humberto com a inscrição de número 1.731. Aos demais participantes foram sorteados vários prêmios oferecidos pelo comércio local, que sempre colaborou com a SMTUR, à época.

Na ocasião, os pais tiveram a oportunidade de participar junto com seus filhos, apreciando as centenas de pandorgas que coloriam os céus do Forte Dom Pedro II, na Segunda Capital Farroupilha, ao som da Banda Marcial Doutor Bulcão, da vizinha cidade de Lavras do Sul.

A Pandorga “Guerreiro Farrapo”, classificada em 1° lugar, foi doada para a Secretaria de Turismo e ficou exposta naquele local até o final do ano.

A grande festa ocorrida há mais de 32 anos contou com um tema educativo e histórico, proporcionando não só a participação de alunos das escolas municipais, estaduais e particulares, mas também da comunidade caçapavana.

Fátima Jovane Dias
Pesquisadora