Select Page

Caçapava Memória – Ruas de Caçapava – Jacintho de Sá e Cunha

Caçapava Memória – Ruas de Caçapava – Jacintho de Sá e Cunha

A Rua Dr. Jacintho de Sá e Cunha está localizada no Bairro Nossa Senhora de Fátima, entre a Rua João Antônio Rosa e a Travessa Pereira. Essa via pública foi denominada através da Lei Municipal nº 58, de 08 de dezembro de 1983, em homenagem àquele conceituado médico clínico geral.

Jacintho de Sá e Cunha – filho de Joaquim de Sá e Cunha e Lídia Oliveira de Sá e Cunha – nasceu no dia 19 de fevereiro de 1913, na cidade de Porto Alegre. Realizou seus estudos – denominados à época de Primário, Ginásio e Científico – no Colégio Rosário, da Capital. Formou-se em medicina no ano de 1937, aos 24 anos de idade, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Foram seus companheiros de turma os médicos Rubens da Rosa Guedes, Nair Menezes Guedes e José Mariano da Rocha Filho.

Recém formado, Jacintho de Sá e Cunha escolheu o interior do Estado para começar a exercer sua profissão, optando por Santana da Boa Vista, então distrito de Caçapava do Sul. Apenas dois anos após residir naquela localidade, em 15 de outubro de 1939 casou-se com Araci Silva de Sá e Cunha, com quem teve dois filhos: Haroldo e Evandro.

Mais tarde, transferiu-se para esta cidade, onde teve seu consultório particular localizado à Rua Sete de Setembro nº 768, em prédio ainda existente, ao lado esquerdo do Caminito Café. Além de sua atuação profissional, participou ativamente da vida comunitária, tendo inclusive presidido o Clube União Caçapavana no biênio 58/59. Em 1959, após vários anos residindo e clinicando neste município, retornou à sua terra natal.

Durante sua carreira, Jacintho de Sá e Cunha destacou-se em sua importante atividade do ramo da saúde pública, por sua dedicação e profissionalismo. E graças ao seu trabalho e competência, também exerceu as funções de Chefe do Posto de Saúde local; do Departamento Estadual de Saúde, hoje Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul; e de Professor Assistente da cadeira de Terapêutica Clínica da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, nomeado pelo então presidente Getúlio Vargas, em 15 de julho de 1940.

Jacintho de Sá e Cunha faleceu em Porto Alegre, dia 03 de setembro de 1978, aos 65 anos de idade.
Uma curiosidade pessoal: Minha mãe me falou que cheguei ao mundo recepcionada por Jacintho de Sá e Cunha, médico dedicado e atencioso para com seus pacientes. E quis o destino que agora eu estivesse aqui a descrever sobre ele.

Fátima Jovane Nunes
Pesquisadora
25/03/2017

Sobre o(a) Autor(a)

Previsão do Tempo

TV Gazeta – Mil Edições