Select Page

Cão refaz passos do dono morto há um ano

Cão refaz passos do dono morto há um ano

Thor, um cachorro da raça Akita, é um dos animais mais conhecidos em Caçapava. Por vários anos foi visito circulando pelas ruas da cidade com o artista plástico Cláudio Cantarelli, falecido aos 58 anos no dia 21 dezembro de 2015. A lealdade, predominante de sua raça, fez com que Thor ficasse triste e doente por sentir a falta de seu fiel amigo após sua morte.

A história que parece um roteiro de filme poderia ter um final triste, mas tomou um novo rumo. Thor estava no pátio da casa onde Cláudio morava no centro da cidade e não podia sair devido ao portão estar fechado. Uma amiga do artista plástico tomou a iniciativa de ver como o animal estava. Diante da situação resolveu alimentá-lo, passando a comida e água entre as grades de ferro da residência.

No entanto, angustiada por ver a tristeza do cachorro, a aposentada Saionara Freitas, 76 anos, decidiu falar com a família e pedir a guarda do cão.

– Sou pobre, moro em uma casa simples, mas ele vai receber todos os cuidados para viver bem – disse aos familiares. A partir daquele dia Thor ganhou um novo lar, simples, mas cheio de amor aos animais.

Agora, o cachorro recebe tratamento especial, além de carinho e comida oferecidos por dona Saionara, ele ganha atenção do médico veterinário Ciro Alves e dos funcionários da Sulvet Agropecuária. Além dos cuidados da Mascote Cia. Veterinária, empresa que revelou o paradeiro do cão na edição passada da sua publicação semanal na Gazeta.

Diariamente Thor é visto passeando pelos locais que Cláudio freqüentava, como uma lotérica, onde ele fica deitado por um bom tempo. A história curiosa é semelhante ao filme “Sempre ao seu lado”, estrelado pelo ator Richard Gere.

O filme foi adaptado em uma história verdadeira vivida por um cachorro que depois de acompanhar diariamente o dono a uma estação de trem e aguardar a volta dele no mesmo horário e local, é surpreendido pela morte do homem. Mesmo após o falecimento do amigo, o cão continua demonstrando sua lealdade indo até o ponto de encontro dos dois.

No caso de Caçapava, dona Saionara conta que Thor sai pela manhã, retorna ao meio-dia para comer, descansa um pouco e depois sai para passear novamente.

– Para colocar ele no pátio, à tardinha pego a guia, dou uma volta na quadra, e depois levo para dentro da casinha. Só assim, senão ele fica deitado na rua, com aquele olhar triste. Parece que ele está à espera do Cláudio – conta emocionada com lágrimas nos olhos.

Thor percorre as ruas da cidade em busca do seu dono (Fotos: Marcelo Marques/Gazeta)

Fotos e Textos: Marcelo Marques / Gazeta de Caçapava

 

Sobre o(a) Autor(a)

Já nas bancas

Curta nossa página

Publicidade

Publicidade