Selecione a página

Caçapava 100 anos atrás

Caçapava 100 anos atrás

Transcrevemos hoje a coluna “Bilhetes postaes”, do jornal O Municipio, de 18 de julho de 1919, ano VIII, nº 11. O exemplar se encontra no Arquivo da Casa de Cultura e foi doado pelo Sr. Vinicius Oberto.

O texto mostra o repúdio a um rábula de Caçapava. Estes profissionais eram advogados práticos, que não possuíam formação acadêmica, mas tinham autorização do Poder Público para exercer o ofício da advocacia. Os rábulas atuaram até os primeiros anos da década de 1970. A Faculdade Livre de Direito foi a primeira faculdade de Direito do Rio Grande do Sul. Ela foi inaugurada em 1900, e é uma das mais antigas unidades da UFRGS.

O texto foi transcrito mantendo sua grafia original.

 

Bilhetes postaes

 

A um cretino

 

Meu caro cretino

Permitte-me, antes de mais nada, declarar-te que tua unica virtude – para mim e para todos aquelles que, como eu, te conhecem, – ê seres fi(…)o de um honrado velho, en(…) no serviço publico, dedicado, i(…)nçalvemente, ao seu METIER, e merecedor, por isso, de algum respeito e consideração. Por que tu, por ti só, não vales nada. A tua ignorância é tal, que raia pelas fronteiras do absurdo: és um monstro de burrice!

Teu physico e tua grammatica, correm parelhas em depravação: ninguem te excede em asquerosidade, nem em falta de conhecimento do vernaculo! E’s immundo assim no moral como no physico. A cloaca de qualquer ave dysenterica é mais limpa que tua bôca.

E tens, sobre tudo isso, a desgraça de t(…) não saberes conhecer.

Porque, si te conhecesses, jámais te haveria occorido a lembrança de trocares o teu natural papel, – de carregador de rua ou plantador de batatas, – pela nobre quão árdua profissão de advogado.

Como é possivel, de facto, que um sujeito nas tuas condições, – analfabeto por assim dizer, tenha a audacia de se intitular advogado, e queira fazer figura num templo onde só se eleva, se distingue e se recommenda quem tem talento e preparo? Bem sei que nem toda a gente que abraça esta respeitavel profissão dispõe de um bello talento e de um (…) preparo.

Maiormente no Rio Grande, onde é só pagar o imposto, para se ter o direito de advogar, ou mesmo clinicar, nem sempre dos mais perfeitos è o quadro que se observa, nesse assumpto. Mas o que não resta dúvida é que os typos de tua FORÇA, em materia de intelligencia e de cultura, são, mesmo nesta boa terra do Rio Grande, mui escassos.

Considero-te, até, o único em tua especie. Por que é inacreditavel que possa haver por ai fòra , personagem mais acabadamente nulla do que tu! E, depois, és um pretensioso sem exemplo.

Isso, porém, não te vem senão do facto, notorio, de tua phenomenal ignorancia. Por que a maior de todas as burrices é a que leva o sujeito á desventura de não conhecer que é burro. Conhecer-se a si próprio é um sciencia, e não das menos dignas de apreço. Tu, porém, ó sandêu, nem essa tens. E’s um cisco intelectual…, de WATER CLOSET. Até porque o próprio lixo tem suas categorias, e aquella a que tu pertences é a peór, por que ataca as pituitarias, e leva nauseas aos estomagos!…

Ouve este conselho amigo: abandona a profissão de advogado, e vai cultivar a terra.

Por que eu, a quem offendeste sem razão, não te deixarei jamais: trar-te-ei pelas orelhas de jumento, toda vez que te levantares contra mim, para te mostrar ao povo, ou seja aos raros ingenuos a quem illude e exploras, tal qual sempre fostes e és…

O começo de tuas allegações no processo em que te meteste a rabequista, fazendo vagas allusões a mim, é suficiente para demonstrar aos doutos o quanto tu és INTELLIGENTE e PREPARADO: “EXMO. SNR. Dr. JUIZ. V. Ex. Tendes EM SUAS MÃOSUM PROCESSO, etc,”

Para que mais, grande asno?

Tanto mais quanto o RESTO ainda é peor!…

Recado do teu Leonardo

Sobre o autor

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade