Selecione a página

Caçapava 100 anos atrás

Caçapava 100 anos atrás

O Carnaval é uma manifestação Cultural legítima e, portanto, espontânea. Existem registros das Festas de Momo por todo o Brasil desde as primeiras décadas do século XIX. Os registros fotográficos e os antigos jornais mostram que os carnavais do município de Caçapava do Sul foram uma tradição forte durante todo o século XX, com um auge entre as décadas de 1970 e 1990. Os pesquisadores da Casa de Cultura Juarez Teixeira acreditam que exista uma quantidade importante de fotografias deste período que está hoje pulverizada em álbuns familiares e que, reunida, pode oferecer um bom panorama desta época.

Os carnavais, que eram geralmente realizados em clubes, foram parte importante da história de uma das maiores celebrações populares do país, e ficaram na memória dos caçapavanos que já se fantasiaram para pular nos salões de Caçapava do Sul.

Por um lado, a festa era celebrada nos principais clubes sociais da cidade, Clube União Caçapavana e Clube Recreativo 13 de Maio, onde a elite divertia-se ao som de marchinhas e confetes durante quatro noites de bailes com música ao vivo. Por outro, era realizada também no Clube Harmonia, fundado pela população negra de Caçapava do Sul, visto que não era permitida (ou era restringida) a entrada de pessoas negras nos demais clubes da cidade, prática esta corriqueira em todo o Brasil até recentemente.

A cidade também teve tradição de blocos e registrou tentativas de realização de desfiles de rua, nos moldes em que se vê hoje em diferentes cidades brasileiras, mas que não se consolidaram. A decadência do Carnaval está diretamente ligada à globalização, onde o padrão “Escolas de Samba” imposto pela sociedade televisiva não conseguiu se sustentar e faliu.

Os pesquisadores da Casa de Cultura Juarez Teixeira entendem que o Carnaval, como produto social, reflete as mudanças na sociedade e o que acontece no mundo. Embora haja uma saudade dos “carnavais de antigamente”, sabemos que a festa hoje tem novos formatos. Mas também sabemos que Culturas impostas sempre estarão fadadas a desaparecerem.

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade