Select Page

Casal adota canteiro para embelezar a cidade

Casal adota canteiro para embelezar a cidade

Quando se toma a iniciativa de fazer uma adoção, seja de um animal, uma praça ou um canteiro, pressupõe-se que é necessário cuidar. Isso é o que está acontecendo em um canteiro de flores, folhagens e árvores.

O aposentado da Corsan, Francisco Moacir Rodrigues Ferreira, 77 anos, e sua esposa, a costureira aposentada, Luba Terezinha Dias Ferreira, 69 anos, adotaram um canteiro ao lado da pracinha da Vó Dilma, no Forte D. Pedro II.

– Quando viemos morar aqui (lado do Forte) resolvemos criar e adotar o canteiro, com autorização da Prefeitura, isto faz uns onze anos. No começo foi difícil, pois as pessoas arrancavam as mudas e os animais comiam as plantas, agora o local está cercado – disse dona Luba, como é conhecida.

Segundo ela, o casal sempre gostou de flores e árvores e já plantou roseira, adália, palma, goiabeira, ameixeira, limoeiro, bergamoteira e outras plantas, algumas doadas por alguns admiradores do canteiro, que é regado com água de uma fonte ao lado do principal ponto turístico do município.

– No final de semana a pracinha recebe vários visitantes. O pessoal aproveita para tirar fotos em frente ao canteiro. Tem gente que pergunta se pode levar uma muda, aí falamos que pode, mas primeiro tem que trazer outra muda – avisa a aposentada.

Por Marcelo Marques

Sobre o(a) Autor(a)

Previsão do Tempo

TV Gazeta – Mil Edições