O prefeito Giovani Amestoy assinou o termo de Cooperação firmado entre a Prefeitura Municipal e a Paróquia Nossa Senhora da Assunção para a criação do Espaço Cultural Casa Borges de Medeiros e Museu de Arte Sacra, que deve funcionar no espaço até que seja efetuada a reforma da capela Nossa Senhora do Bom Fim.

O padre Rudinei Lasch, que esteve abençoando o gabinete e que presentou o prefeito com uma imagem de Nossa Senhora Desatadora de Nós e o livro escrito pelo Papa Francisco, “Amores de Letícia” – que fala sobre a família – também assinou o Termo Cooperativo, criado pela Secretaria de Cultura e Turismo:

“O padre Otávio trabalhou 46 anos no município e merece esta homenagem. Será também uma forma de valorizarmos a cultura de nosso município, que está ligada com a religião, e ocuparmos o espaço da Casa Borges de Medeiros para receber um projeto de cultura e turismo que contemple toda a cidade”, disse Rudinei, que aniversariou na quarta-feira (22).

O Secretário de Cultura e Turismo, Leandro Bazotti explicou que a pasta será responsável pela criação do Centro Cultural, abrigado na Casa Borges de Medeiros, aberta para vistoria na quarta-feira e que deve abrigar temporariamente o Museu de Arte Sacra nominado Pe. Otávio Cechin.

João Timótheo, secretário adjunto de Cultura, disse que o museu transferirá parte do acervo do padre Otávio ao Museu Sacro, um dos únicos deste segmento em todo o Estado, e que será comandado pela produtora cultural voluntária Thais Danzmann.