O Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta que o PIB brasileiro deve fechar o ano com um crescimento de 5,3%. Para 2022 e 2023, as respectivas projeções indicam crescimento de 1,9% e 2%. Em relatório recente, eles dizem que o desempenho tem sido melhor do que o esperado, em parte devido à resposta politica enérgica das autoridades no enfrentamento da crise da Covid. Ressaltam a melhora do mercado de trabalho e bons níveis de poupança das famílias que estão indo ao consumo, e que a demanda reprimida por serviços pessoais retornará à medida que a vacinação aumentar. Sem dúvida nenhuma, é uma visão bem otimista do momento atual e das perspectivas da economia brasileira. Esta opinião é importante principalmente pela representatividade da autoridade, o FMI, para o mundo, e deve ser considerada.

 

O que diz o governo

O Ministério da Economia publicou novos parâmetros macroeconômicos sobre as expectativas da economia brasileira no curto e médio prazo. No que se refere à inflação, elevou a projeção para este ano de 7,90% para 9,70%, e para o ano que vem, alterou de 3,75% para 4,70%. Também no que diz respeito ao INPC, que é o índice que corrige o salario mínimo, a alteração foi significativa, passando de 8,40% para 10,04%. Para 2022, a projeção do INPC ficou em 4,25%. Quanto ao crescimento da economia, a aposta é de que o PIB brasileiro cresça 5,10% e, para 2022, a perspectiva é de que o crescimento fique acima de 2%.

Diz o Boletim Macrofiscal que estes números se apoiam no bom carregamento estatístico de 2020, na taxa de poupança elevada, na rápida recuperação do investimento, no mercado de crédito robusto e na recuperação dos serviços, especialmente os prestados às famílias. O Secretário de Política Econômica do Ministério da Economia aposta que o mercado de trabalho vai absorver mais de 5 milhões de trabalhadores nos próximos 12 meses, e num forte crescimento do investimento em 2022, liderado por concessões e privatizações. Aqui também deve ser acrescentada a última divulgação do Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br), que é uma prévia do PIB. Até o mês de setembro, o indicador acumula uma alta de 5,88%, e nos últimos 12 meses, o avanço foi de 4,22%.

 

O que diz o mercado

Segundo último relatório do Boletim Focus, do Banco Central, que reúne as projeções dos economistas do mercado financeiro, a economia brasileira deve fechar o ano com uma inflação de 10,12%, sendo esta a trigésima terceira alta consecutiva do índice. É a mais alta desde 2015. Para o ano que vem, os economistas estimam uma inflação de 4,96%. No que se refere ao crescimento da economia neste ano, o mercado baixou a previsão de 4,88% para 4,80%, e para o ano que vem, a estimativa é de 0,70%. O juro deve encerrar o ano em torno de 9,25%, e em 2022, deve crescer até 11,25%. Com a inflação em alta, a arma de combate é a elevação do juro, mas isto projeta queda no ritmo de crescimento da economia. O mercado ainda faz estimativas sobre outras variáveis, como o dólar, que deve fechar o ano em R$ 5,50, com viés estável, e a balança comercial, com um superávit de mais de US$ 70 bilhões.

 

Comparando

Levando em consideração os dados apresentados, é possível perceber relativa aproximação entre o que mostram o FMI, o governo e o mercado em relação ao crescimento da economia. O FMI diz que o Brasil vai crescer 5,3%; o governo aposta em 5,10%; e o mercado projeta 4,80%. A maior diferença fica em relação ao próximo ano, quando governo e FMI projetam algo em torno de 2%, e o mercado fica mais pessimista, com um crescimento econômico em torno de 0,70%.

 

No dia a dia

Viajando por aqui e por ali, falando com uns e com outros, é possível perceber que todo mundo do setor comercial e de serviços está muito satisfeito com o momento atual. As receitas cresceram significativamente e com perspectivas otimistas nos próximos meses. O consumo está aquecido! Até quando vai se manter assim? Esta é uma incógnita, mas o momento para produção e venda é muito bom. Alguém pode apostar que, no ano que vem, com os investimentos já projetados, auxílios do governo e o dinheiro das eleições, que sempre aparece, o resultado pode ser melhor do que o projetado pelo mercado? Façam suas apostas!

 

Pense

O segredo para manter uma atitude positiva é cercar-se de pessoas positivas.