Selecione a página

O Coração de Maria é uma Escola

O Coração de Maria é uma Escola

Participando da tradicional “Caminhada pela Paz” – que já acontece há 18 anos em Caçapava do Sul, promovida pelos leigos e leigas das comunidades de nossa Paróquia Nossa Senhora da Assunção –, em uma das paradas, alguém dizia, levando todos a refletir: “as crianças são nosso presente”…

De fato, olhando para o Imaculado Coração de Maria, aprendemos que não podemos viver o hoje querendo saber do amanhã; pior quando vivemos fantasiando o futuro e esquecemos de que a vida acontece agora. Foi assim que eu entendi, e dou razão àquela senhora que nos incentivava para que rezássemos pelas nossas crianças. “Nunca poderemos transformar o hoje se nossa cabeça e coração protocolam ao futuro situações urgentes e necessárias no tempo real”.

Quando sonhamos com o futuro, ou seja, com aquilo que aspiramos e transformamos em meta a ser alcançada, corremos o risco de vivermos frustrados, mesmo que cheguemos lá. Se não tivermos um objetivo maior, a felicidade não caminhará junto. Agora, nos voltando para a Imagem de Nossa Boa Mãe, Maria, percebemos que Ela deposita o futuro nas mãos do Pai que a escolheu e amou, trabalha o hoje, sonha em conformidade com a vontade de Deus, e Ele mesmo vai conduzindo a história, com cada coisa, fato, acontecimento no tempo certo.

E a gente lê: “Sua mãe guardava todas essas coisas no seu coração”. Maria, portanto, nos ensina que não temos domínio sobre nossa história. “Não nascemos quando queremos, nem sempre vivemos da forma como gostaríamos, não morremos quando achamos que chegou a hora, tudo é mistério, tudo é graça de Deus”.

Guardar os fatos no coração é, sem dúvida, uma atitude sábia. “Quando somos sensíveis, sabemos colher tesouros no deserto”. Como lemos no evangelho de Mateus 13, 52: “o instruído nas coisas do Reino de Deus é comparável a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas”. Maria tem muito a nos ensinar, e nós, por sua vez, muito a aprender dela.

Enfim, palavras sábias foram aquelas ditas na caminhada, e que me levam a refletir as palavras de Jesus: “… não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado” (Mt 6, 34). Cuidemos de nossas crianças hoje sim.

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade