Selecione a página

Salvador da Pátria

Salvador da Pátria

De tempos em tempos, a realidade demonstra o alto grau de dependência da economia gaúcha da produção originada do campo. Tanto a agricultura como a pecuária são decisivas para os resultados na geração de renda. Quando este setor vai bem, a economia cresce; mas quando algo de ruim acontece, os números são negativos. Recentemente, o Departamento de Economia e Estatística da Secretaria de Planejamento do Estado divulgou os dados do primeiro trimestre deste ano, nos quais aponta um crescimento do PIB de 5,5% em relação a igual período de 2020. Quando este trimestre é comparado com os últimos três meses do ano passado, o resultado fica em 4%. Enquanto o crescimento da economia brasileira no primeiro trimestre, frente aos três meses anteriores, foi de 1,2%, a gaúcha cresceu 4%. Para uma melhor análise sobre estes números, é bom lembrar que a forte estiagem no início do ano passado atingiu brutalmente tanto a agricultura como a pecuária, e a consequência é que os números deste período foram negativos. Quando os resultados deste ano são comparados com os negativos do ano passado, a variação é positiva em mais de 42%, e só a produção de soja cresceu 74,7%. No caso dos outros setores, os resultados são diferentes, tendo a indústria de transformação um crescimento de 4,7%, e os serviços apenas 0,4%. É uma antiga história: quando o campo vai bem, toda a economia se beneficia. Os analistas projetam para o segundo trimestre uma recuperação forte no Rio Grande do Sul. Mesmo com a pandemia ainda em alta, as expectativas são de números favoráveis para a economia gaúcha neste ano de 2021.

 

Exportação da Indústria do RS surpreende

Na semana passada, o assunto foi os números positivos da economia brasileira, e agora chegam os dados a respeito do desempenho econômico do Rio Grande do Sul. Sem dúvida nenhuma, está acontecendo uma maré alta de boas noticia. Claro que para isto é necessário deixar de procurar assuntos como politica e notícias de mortes e tragédias. Basta escolher as fontes. Mas voltando à economia, é muito bom saber que as exportações da indústria de transformação dos gaúchos vai de vento em popa. O mês de maio deste ano, quando comparado com o ano passado, registra um aumento de 57%. Claro que deve ser sempre lembrado que a comparação é com maio do ano passado, que foi um desastre, mas mesmo assim, este resultado é o melhor para o mês desde 2013, e foi maior do que o de maio de 2019, quando ainda inexistia a Covid. Outro aspecto importante é que este aumento foi disseminado pelo todo, pois, dos 24 setores da indústria, 22 tiveram crescimento. Parte deste crescimento deve ser creditada à flexibilização das atividades e à retomada gradual da economia mundial. Claro que ainda existe um longo caminho a ser percorrido, mas, aos poucos, o pessimismo vai ficando para trás. Muitos já viram que é hora de investir.

 

Importância do comércio

O comercio faz parte do setor terciário, que é responsável pela maior parte do Produto Interno Bruto. Sem ele, a produção deixa de chegar às mãos do consumidor. Ele é o elo entre a produção e o consumo. Nas crises, é o primeiro a ser afetado e o último a sair dela. Por isso, é um indicador importante na demonstração do estágio de uma crise. Segundo dados do IBGE, as vendas no varejo neste último mês de abril cresceram 1,8% em comparação com o mês anterior, a maior alta desde o ano 2000. Com isso, o varejo ficou um pouco acima do patamar pré-pandemia. O crescimento no ano é de 4,5%; nos últimos 12 meses, aumentou 3,6%; e, em comparação com abril de 2020, o número alcança 23,8%. Claro que a comparação com o ano passado é precária, pois abril de 2020 apresentou o maior tombo da série histórica. É bom saber que os números foram favoráveis em 21 das 27 unidades da federação pesquisadas, ou seja, o crescimento foi disseminado no todo. São números extremamente favoráveis que indicam que o pior já passou, e isso gera grande expectativa de que o ano de 2021 deverá resgatar aquilo que foi perdido no ano passado. Esta coluna está trazendo dados da realidade econômica brasileira que, no momento, vive uma bolha de otimismo.

 

Pense

Não permita que o passado atrapalhe o seu presente e prejudique o seu futuro.

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade