Ex-prefeito Zauri Tiaraju presta serviço comunitário na delegacia de Polícia até dia 15 de maio
(Foto: Marcelo Marques/Gazeta)

 

O ex-prefeito Zauri Tiaraju até o dia 15 de maio cumpre pena convertida em serviços comunitários cortando a grama da delegacia de Polícia. Ele foi condenado a três anos e seis meses de prisão por descumprimento da lei de licitações, mas teve a pena convertida em uma hora de trabalho por dia à comunidade.

A condenação em segunda instância se deu porque o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) entendeu que Zauri contratou funcionários de uma empresa terceirizada sem licitação. Ele também foi condenado por conta de uma reforma de uma escola.

Tiaraju recorreu da decisão junto ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, mas enquanto isso, o ex-prefeito segue cumprindo a pena.

– No processo da contratação de mão-de-obra fui absolvido pelo STJ e estou aguardando o julgamento do processo da reforma da escola. No dia 22 de março deste ano meus advogados solicitaram a imediata interrupção de pena referente à reforma da escola do Rincão dos Seixas, por não haver qualquer decisão expressa para que o cumprimento da pena fosse antecipado. O meu caso é igual ao do ex-presidente Lula, estamos cumprindo pena por uma decisão em segunda instância. Então acabei roçando de graça para o Estado – disse Tiaraju.

No entanto, em resposta ao pedido de interrupção do cumprimento da pena, sob a alegação de não haver ordem expressa, o Juiz de Direito Diego Carvalho Locatelli, no dia 06 de abril de 2018, declarou que no processo consta a determinação de cumprimento antecipado da pena determinada pelo TJRS, após o julgamento em 2ª instância.

– Caso seja absolvido no caso da escola no STJ, irei entrar na Justiça contra o Estado. Alguém terá que me pagar pelos serviços prestados, não vou roçar de graça. Também vou processar pessoas que me difamaram na internet. Respeito a opinião com relação à política, mas algumas faltaram com respeito, causando danos morais. Isto não vou perdoar – declarou o ex-prefeito, que em 2019 estará apto a disputar às eleições de 2020.