Select Page

Crônica do Dia a Dia – Bem-vindo 2018 – Maria Augusta Silveira Alves

Crônica do Dia a Dia – Bem-vindo 2018 – Maria Augusta Silveira Alves

Muitas luzes, músicas, fogos desenhando nos céus chuvas de estrelas, de cascatas num colorido arco-íris.

O povo, aglomerado, aplaudindo, cantando, saudando o incerto 2018, que surge nas badaladas da meia-noite.

E eu, de uma sacada de um andar alto, apreciando e admirando este povo brasileiro.

Povo que amargou o 2017 vendo tanta corrupção, tanta violência, desempregos, salários reduzidos, parcelados, crianças sem aulas, sem creches, enfermos pelos corredores de hospitais, presos algemados em viaturas, famílias sem teto… Tantas diversidades, tantas injustiças!

Mas lá estavam esperando a triunfal chegada da esperança no Ano Novo.

Uma lição de fé, conscientes que nosso caminho é feito pelos nossos próprios passos.

E que enfim irão encontrar o amor e a alegria no ano que vai começar.

Nós, os idosos, sabendo que não teremos futuro, ficamos rezando por nossos filhos, netos e bisnetos.

Pela família paterna tão linda, tão unida. Pelos nossos queridos que partiram e hoje são estrelas a iluminar as estradas que percorremos.

Na nossa rotina de tantas, tantas viradas de ano, dias de sol e de chuvas, recomeços e promessas, imitando o poeta, diremos a nossos queridos leitores:

Boas vindas ao sonho

Tristezas e mágoas adeus


Maria Augusta Silveira Alves

Sobre o(a) Autor(a)

Curta nossa página

Confira nas Bancas

Publicidade

Publicidade