Ponte cruza o rio Jacuí e liga Cachoeira com a BR 290
Foto: Reprodução Azambuja Engenharia

 

A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), informou que, o trânsito na Ponte do Fandango, na BR 153, em Cachoeira seguirá liberado.

Conforme Autarquia, a ponte deve continuar com fluxo alternado e controlado por um semáforo até que o processo judicial sobre quem dever arcar com as despesas da balsa, que ficará em operação durante o período de interdição da ponte, seja concluído.

A reforma da Ponte do Fandango tem investimento inicial de R$ 8,2 milhões. De acordo com o projeto, as melhorias englobam reforço da estrutura metálica do vão central, alargamento para a travessia de pedestres, construção barreiras de segurança modelo New Jersey e iluminação. A ponte, que foi inaugurada em 1961, faz a ligação entre a cidade e a BR 290, sendo um dos principais acessos ao município.

Para a próxima etapa dos serviços, existe a necessidade de bloqueio total na ponte por um período de 90 dias. Porém em virtude de uma ação judicial, o DNIT suspendeu o bloqueio total da ponte, até que a ação seja julgada.

A ponte do Fandango
Principal cartão-postal de Cachoeira do Sul, foi inaugurada em 1961 para facilitar o acesso da cidade com Porto Alegre. De engenharia francesa, foi a primeira ponte-barragem do Brasil e a segunda maior ponte do mundo no estilo. Ela cruza o rio Jacuí e liga Cachoeira com a BR 290. Tem 550 metros de comprimento e 7,5 metros de altura.