Select Page

Fátima Jovane Nunes – Caçapava Memória – João Pedro Paz

Fátima Jovane Nunes – Caçapava Memória – João Pedro Paz

História de Amor do caçapavano e pracinha brasileiro que participou da Segunda Guerra Mundial, na Itália, pela FEB – Força Expedicionária Brasileira, em 1944.

Filho de Acácio Paz e Ana Miguelina Paz, JOÃO PEDRO PAZ nasceu no dia 22 de novembro de 1922 na localidade de Canhada Funda, em Caçapava do Sul. Foi registrado na cidade de Cachoeira do Sul e ainda criança passou a residir em Porto Alegre.

Convocado pela FEB, JOÃO PEDRO partiu do Cais do Porto do Rio de Janeiro em 02 de julho de 1944, a bordo do navio metálico americano General Mann, desembarcando na cidade de Nápoles.

Em um dia de folga, JOÃO PEDRO e outros companheiros de farda foram passear e se divertir na cidade de Péscia. Durante um baile ele conheceu Iole, uma linda italiana de olhos azuis. Seus olhares se cruzaram e ele a convidou para dançar ao som da música Moonlight Serenade, de Glenn Miller.

E foi assim o início de um grande amor que só seria interrompido no retorno da FEB ao Brasil. Mesmo achando ser impossível trazer Iole para o Brasil, João Pedro prometeu que, ao dar baixa e tornar-se civil, iria buscá-la para que ambos pudessem casar-se.

Em junho de 1945, o governo brasileiro realizou uma festa de recepção aos combatentes no Cassino da Urca, no Rio de Janeiro. Entre os convidados estava o cantor Vicente Celestino, que sensibilizou-se com a bela história onde, entre lágrimas, o pracinha contava ter deixado o amor de sua vida na Itália. Em homenagem a esse amor, Vicente Celestino compôs a música Mia Gioconda. Na narrativa, João Pedro contou que pensava que nunca mais iria vê-la.

A despedida foi muito triste e dolorosa. Três meses após a volta ao Brasil, Iole lhe enviava uma carta dizendo que estava grávida. A história causou comoção na cidade, e foi aí que um jornalista da extinta Folha da Tarde, iniciou uma campanha para arrecadar fundos para trazer Iole para o Brasil. Os dois casaram-se por procuração – ele em Porto Alegre e ela em Pescia, na Itália. Meses depois Iole atravessou o Atlântico e chegou ao Brasil trazendo nos braços o filho Pedrinho. Aqui chegou para viver um “grande amor” que já dura sete décadas.

João Pedro Paz e Iole Tredici Paz, ambos hoje com 94 anos de idade, residem em Porto Alegre, juntamente com a filha Ana Maria, nascida aqui no Brasil.

Essa história vem provar que quando o amor existe a distância não é obstáculo.

Sobre o(a) Autor(a)

Previsão do Tempo

TV Gazeta – Mil Edições