Selecione a página

Como está a sua internet?

Como está a sua internet?

Com aulas online, trabalho em home office e eventos substituídos por lives, o uso da internet aumentou em praticamente todas as casas. E, com isso, aumentaram também os problemas: lentidão, dificuldade de conexão e instabilidade são as principais queixas.

Durante a pandemia, o maior número de usuários conectados à internet vem afetando a velocidade ofertada. Essa é a justificativa apresentada pelas empresas ao Procon sobre as reclamações recebidas, segundo informa José Júnior Dias, servidor municipal lotado no órgão de defesa do consumidor.

Conforme José Junior, as reclamações sobre os serviços de internet pouco aumentaram no período pandêmico, mas todas as empresas que oferecem internet já foram alvo de alguma queixa por parte dos usuários, seja por causa da velocidade oferecida, da demora para a instalação ou questões de assistência técnica.

– O Procon presta um serviço de mediação, ou seja: recebe a reclamação do consumidor, entra em contato com a empresa ou a pessoa física reclamada e, quando não há uma resposta satisfatória para o consumidor, encaminha um pedido ao Juizado Especial Cível local. Mas, na maioria das vezes, se consegue um acordo, sendo a via judicial a medida extrema a ser utilizada – explicou o servidor.

Ainda de acordo com José Junior, a internet é considerada um serviço, portanto, vale para ela o Código de Proteção e Defesa do Consumidor. A previsão dos direitos depende de cada contrato firmado entre as partes.

Devido à pandemia, o atendimento do Procon está sendo através do telefone 3281-1988, de segunda a sexta, das 9h às 15h. Metade das reclamações diárias que o órgão recebe em Caçapava, conforme José Junior, se referem à telefonia.

José Junior Dias, servidor lotado no Procon de Caçapava – Crédito: arquivo pessoal

 

O que dizem as empresas

 

Netmax

 

Segundo Fernando Borges, sócio-diretor da empresa, “a Netmax continuamente investe na melhoria da infraestrutura”. Como exemplos, ele cita a instalação de rede de fibra óptica entre Caçapava e Cachoeira, Caçapava e Lavras, e para as indústrias de mineração. Conforme Fernando, isso elevou a qualidade da conectividade e possibilitou a oferta de internet por fibra óptica a empresas, cooperativas, escolas e residências do interior.

Outro exemplo citado é a expansão da cobertura urbana da rede de fibra óptica em Caçapava, Lavras e Santana da Boa Vista, que hoje têm 100% de cobertura óptica em seus perímetros urbanos e partes do rural.

– Sem contar investimentos de larga escala em equipamentos de telecomunicações de última geração para prover a melhor experiência do cliente em sua navegação – declarou.

Sobre casos de instabilidade do sinal de internet, Fernando disse que existem situações distintas:

– A primeira se trata de problemas entre a conectividade do fornecedor de internet, no caso o provedor, até o cliente. Estas, ao que se refere à Netmax, são pontuais, e em maior parte relacionadas à intervenção de empresas que prestam serviço à concessionária de energia e, em suas ações, danificam e depredam as redes ópticas. A segunda se relaciona à conectividade do provedor até o conteúdo. A internet é milhares de redes privadas interconectadas e com políticas autônomas, e depende-se delas, e não somente do fornecedor do serviço, para se ter acesso aos conteúdos. Exemplificando: para um usuário ter acesso a uma rede social, ele precisa ter conectividade à internet por seu fornecedor, que está conectado a outras operadoras, e estas ao fornecedor de internet da rede social. A experiência do usuário depende de todas estas redes, sendo que, se as outras, que não a do provedor, venham a sofrer problemas ou instabilidades, vão comprometer a experiência e a qualidade para o usuário final. A terceira é a maior vilã e está relacionada aos roteadores Wi-Fi na residência do cliente. O Wi-Fi é um conforto, não um meio de conectividade de qualidade, pois depende de inúmeros fatores para entregar a conexão aos dispositivos na forma que se compromete. Entre esses fatores, estão problemas por ruído de outros roteadores Wi-Fi próximos, obstáculos físicos e tecnologia do dispositivo do usuário. Todos os serviços de acesso à internet são e devem ser aferidos por conectividade via cabo de rede. E a quarta é equipamentos danificados por descargas elétricas, conectorização óptica danificada por esforço mecânico, falhas elétricas e falhas humanas – explicou.

Quanto às reclamações de usuários, Fernando disse que 80% são relacionadas à questão do Wi-Fi, 10% a danos aos cabos ópticos em manutenção da rede elétrica, e 10% a casos variados.

 

Oi

 

Em nota, a assessoria de comunicação da empresa respondeu que “a Oi investiu R$ 467 milhões no RS em 2020 com foco na expansão da fibra ótica no Estado. Atualmente, o nosso serviço de internet via fibra está disponível nas cidades de Alvorada, Canoas, Caxias do Sul, Gravataí, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santo Ângelo, São Leopoldo, São Lourenço do Sul e Viamão. A companhia acrescenta que seus serviços de internet estão funcionando normalmente na cidade [Caçapava]”.

 

Sygo

 

Segundo Diego Medeiros Siqueira, gerente da unidade da Sygo de Caçapava, “sobre instabilidades, tivemos alguns casos pontuais nas últimas semanas, mas aproveito para salientar que, apesar de causar transtornos para os nossos usuários, não se trata de um ‘problema na nossa rede’, e sim são ampliações e melhorias que estamos fazendo.”

Conforme Diego, a Sygo tem investido na estrutura de rede em Caçapava, e trabalhado para dobrar a capacidade da rede de fibra óptica aqui, em Lavras e em Santana da Boa Vista. Isso envolve a troca massiva de equipamentos e, em alguns momentos, pode ser notada a instabilidade.

– Um fato que acaba gerando transtornos são as constantes manutenções de postes que têm ocorrido por toda cidade por parte da concessionária de energia elétrica. Isso acaba atingindo não só a Sygo, como também outros serviços que usam os postes para locação de seus cabeamentos, causando transtornos como rompimentos de cabos – declarou o gerente.

Ele também informou que, para amenizar essas questões, a empresa está ampliando o quadro de colaboradores através de contratações para a equipe própria e de equipes terceirizadas para agilizar o atendimento à demanda.

Foto: wirestock

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade