A quarta reportagem da série sobre as eleições municipais 2020 com os candidatos a prefeito, abordará os temas PLANEJAMENTO E MEIO AMBIENTE que são recorrentes para os Caçapavanos. A cada edição o jornal apresentará as principais propostas dos planos de governo dos candidatos a majoritária.

Confira:

DARLAN FREITAS – PSB

Quem ouve mais, erra menos. O planejamento será realizado com a participação do cidadão, através de um cronograma de debates nos bairros e interior, direcionando investimentos para as prioridades por áreas temáticas, que serão avaliadas por uma comissão municipal de orçamento participativo.

A Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, contará com o Laboratório de Projetos, onde de acordo com as demandas apontadas pela comunidade produzirá projetos, mesmo sem recursos financeiros imediatos.

Pois a partir destes projetos e estudos de viabilidade é possível que o município busque recursos através de emendas parlamentares ou submeta para captar recursos através de convênios de transferências federais. Uma gestão pública moderna e eficaz precisa aliar estratégias de gerenciamento de projetos e ciclos de melhorias contínuas. A partir de uma análise da arrecadação tributária do município foi possível identificar os principais erros de fluxo e processos.

Por isso criaremos o Comitê de racionalização e redução de desperdícios. No nosso governo não terá obra com sobrepreço ou superfaturamento, como o asfalto do governo atual, em que o TCE apontou 717 mil mais caro do que o valor de referência. O dinheiro do povo é sagrado!

Criaremos um amplo programa de pavimentação, drenagem pluvial e saneamento, através da usina municipal de blocos e TUBOS. Ativaremos a coleta seletiva, criaremos calendários de coleta de entulho e lixo nos bairros para que as comunidades possam realizar um descarte adequado. Implementaremos coleta de lixo em diversas localidades do interior. Saneamento e planejamento são áreas centrais, historicamente abandonados pela incompetência e falta de interesse dos gestores ruins. Mudança de verdade é 40!


GIOVANI AMESTOY – PDT

A ideia de projetar Caçapava para uma década, não só para um curto período, se deu com a realidade que nos deparamos quando dêmos início ao projeto de modernização, com saneamento de mais de 4 décadas que não suportavam chuvas e causavam alagues em casas e comércios e que refizemos. Resgatamos também obras abandonadas como a da creche da Vila Henriques e entregamos após 12 anos de início. Ou, ainda, pagamos dívidas deixadas de herança como a “renovação do parque de Máquinas” (patrolas), cujas parcelas encerraram em 2020.

Investimos mais de R$3 milhões na modernização, com asfalto no quadrante central, ao todo, 26 quadras, com faixas de sinalização, lixeiras e semáforos (estes serão instalados); investimos em compra de maquinário, como o cesto de iluminação e a máquina de varrição; recuperamos o Chafariz da Matriz; fizemos parcerias para calçadas acessíveis, como na Cotrisul; calçamos, através de emendas, dezenas de ruas de bairros, como a Tiradentes; regularizamos a coleta seletiva; diminuímos o gasto com coleta de lixo residencial e ampliamos os trajetos para o interior.

Investiremos ainda no Projeto 100+, para o Calçamento de mais de 100 quadras nos bairros, sendo 25 quadras por ano, já a partir de 2021, além de mais obras de canalização; de Revitalização do Calçadão; implantaremos a Lei de Liberdade Econômica facilitando a abertura de MEIs; criaremos ecopontos e implantaremos o Parque da Cascata do Salso, que se tornará Unidade de Conservação.


ROSANE ABDALA – PP

Na Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, vamos apoiar ações e iniciativas já existentes, como a Coleta Seletiva de Lixo, que incentiva a cidadania e proporciona renda familiar. Os projetos em andamento, obras, parceria público-privada e convênios ativos junto a Caixa Econômica Federal, terão continuidade.

Vamos dar andamento a novas obras com recursos próprios e também com emendas parlamentares e programas do Governo.

Criaremos um Programa de Desenvolvimento, Acessibilidade e Inclusão Social; promovendo ações e incentivando o convívio com a diversidade.

Iremos elaborar um projeto de lei para desburocratização da máquina pública; a proposta é facilitar os trâmites de processos, dar agilidade para a burocracia, dinamizando os setores. Este programa irá beneficiar toda a população: cidadãos, empresários e pequenos empreendedores.

Por meio do projeto Cidades Digitais, vamos disponibilizar Internet Gratuita em vários pontos da cidade. Queremos utilizar a tecnologia para tornar a gestão pública mais eficiente e sustentável, melhorando o dia a dia dos cidadãos. Uma Cidade Digital não é a que possui mais tecnologias, e sim as cidades que melhor utilizam destas tecnologias em prol da qualidade de vida da sua população.


TASCHETTO – MDB

Administrar com diálogo, fortalecendo a participação das associações de bairros, centros sociais e instituições comunitárias, buscando soluções conjuntas para melhorias estruturais e ambientais do município são algumas ações voltadas ao planejamento e meio ambiente.

Para isso, será realizado um levantamento das áreas urbanizadas no município para avaliação constante do avanço demográfico e seu respectivo risco ambiental, utilizando estas informações na tomada de decisão gerencial. O incentivo ao aumento de áreas verdes será desenvolvido através do projeto Arboriza Caçapava, onde a comunidade ou empresas poderão adotar áreas como canteiros, pomar social, praças e parques da cidade.

As políticas ambientais serão amplamente analisadas para a efetivação e implantação do Conselho Municipal de Meio Ambiente, com a participação representativa de vários segmentos da sociedade caçapavana para discutir a política ambiental do município. Além disso, será estabelecido um sistema organizado para a coleta de lixo, implantando um calendário específico para a coleta seletiva e também será incentivado o trabalho de coletores de resíduos.

A recuperação e preservação dos espaços públicos também será um trabalho a ser desenvolvido pela pasta, garantindo a conservação e manutenção de praças e áreas verdes, como o Parque da Fonte do Mato, com uma ação de recuperação do local para transforma-lo efetivamente em um parque municipal, onde a comunidade se aproprie do espaço, destinado ao lazer com extensa área verde, espaços culturais e esportivos, promovendo o convívio social.


TONINHO – PT

É necessário projetar o desenvolvimento da cidade na perspectiva do planejamento estratégico, com metas de curto, médio e longo prazos e com controle social, por meio da participação popular. A construção do plano de governo em análise denota a efetiva participação social no processo de formulação de ideias para implementação nos 4 anos subsequentes de governo, as quais estarão explícitas nos instrumentos legais de planejamento: PPA, LDO e LOA, e nortearão o rumo das políticas públicas na próxima gestão.

O planejamento do município e o controle do uso e ocupação do solo municipal, nosso Governo se propõe a elaborar, a partir de processo participativo, o Plano de Sustentabilidade Ambiental Municipal, para enfrentar as principais ameaças urbanas e rurais, com metas e indicadores para: o espraiamento urbano; o adensamento construtivo; a geração, minimização, reciclagem e disposição de resíduos sólidos; a redução das perdas de vegetação natural e de habitats e ampliação do sistema de áreas verdes e protegidas; a qualidade das águas e proteção dos mananciais; a qualidade do ar e controle de emissões de gases de efeito estufa – inventário de emissões; a impermeabilização do solo e eliminação de deficiências na macrodrenagem; e definição de indicadores e metas de sustentabilidade na revisão do Plano Diretor.

O nosso governo deverá apresentar propostas de estímulo à produção de energias limpas que beneficiem o meio ambiente e incentivem diretamente seus produtores e usuários. Do mesmo modo, estímulos devem ser dados às construções sustentáveis. Caçapava do Sul possui um imenso potencial para utilizar energia solar e eólica. Nossa gestão criará incentivos para que empresas, edifícios e residências utilizem essas fontes de energia renovável.


CORONEL TIARAJU – PL

Nosso Plano de Governo abrange Planejamento, Urbanismo, Mobilidade e Segurança, sendo que o setor de Meio Ambiente se insere nessa secretaria. Entendemos que a SEPLAN não funciona com a desenvoltura desejada, constituindo sério gargalo no desenvolvimento da cidade.

Temos algumas propostas para o setor tão vital, a saber:

  • Recuperar, no primeiro ano de governo, o prédio interditado da Prefeitura Municipal, reduzindo assim os atuais gastos com aluguéis;
  • Continuar a urbanização dos Bairros Sul e Promorar;
  • Criar o Conselho de Desenvolvimento de Caçapava do Sul, conselho consultivo do governo, em parceria com as entidades representativas organizadas na sociedade, promovendo assim uma reestruturação do atual COMUDE (Conselho Municipal de Desenvolvimento);
  • Discutir a criação de um porto seco, em parceria com as empresas de calcário e transportadoras sediadas em Caçapava;
  • Melhorar as condições de estacionamento aos clientes do comércio, reimplantando o estacionamento rotativo nas Ruas XV de Novembro, 7 de Setembro e suas transversais, mediante parceria com o CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) e outros colaboradores;
  • Reorganizar a coleta seletiva de lixo, em parceria com empresas e entidades que já atuam neste setor, valorizando suas participações por meio da geração de trabalho e renda;
  • Aderir ao projeto zona segura, em parceria com a Brigada Militar; Mobiliar o setor do Meio Ambiente com profissionais especializados, de modo a agilizar o serviço a cargo da Prefeitura, hoje emperrado e terceirizado;