Fotos/Colaboração: Ary Figueiredo (Corsan)

A Corsan comunicou na manhã do dia 03 de maio, que o município de Caçapava do Sul iniciou o racionamento de água, como já vem ocorrendo em mais de 230 cidades do Estado, devido à baixa na barragem da Fonte do Mato, que é o reservatório que abastece a cidade. Em abril, Caçapava teve reconhecido pelo Governo Federal Situação de Calamidade devido a Seca no interior, desde então já foram entregues mais de 650 mil litros de água.

De acordo com o gerente local Corsan, Ary Sá Figueiredo, durante a semana o município já estava retirando água da barragem do Salso, devido a problemas na rede, porém ela também está com nível baixo 76cm. A barragem precisa ter 1,20m para voltar à captação de água, o que tem ocasionado a falta de água em diversos bairros, e por isso o município já está buscando água em barragens da região para conseguir dar suporte aos moradores. “Não tem previsão de retorno da água, pois não temos! Estamos já buscando água para tratar”, disse Ary

“Uma seca como esta não é registrada há mais de 20 anos, somente em março foram já entregues mais de 400 mil litros de água no interior em parceria com a Secretaria de Agropecuária, Indústria e Comércio, com quem estamos estudando buscar água de algum açude no interior para tratar e entregar à população, ou, ainda, teremos de buscar em outros municípios”, alertou Ary, salientando a necessidade de se economizar água neste momento.

Evitar de deixar a torneira aberta ao lavar rosto e escovar os dentes, desligar o chuveiro ao se ensaboar são algumas da medidas necessárias para que a falta de água devido à estiagem não se prolongue, bem como colocar o máximo de roupa possível na máquina ao lavar e reutilizar a água dela para limpeza de casa. Lavar calçadas, quintais e carros com água potável são ações que não devem ser feitas neste momento de crise principalmente, avisou Ary.

Como medida emergencial, a Corsan está investindo R$1 milhão para desassoreamento e limpeza geral da barragem da Fonte do Mato, aumentando em mais 3 metros de profundidade o nível de capacidade de captação de água dela, enquanto usa emergencialmente a barragem do Salso, e para que consiga manter o nível de abastecimento diário de 5 mil metros cúbicos usados pelos caçapavanos. A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Agropecuária Indústria e Comércio, tem auxiliado a transportar água para interior e regiões mais afastadas, além de auxiliar na construção de novo poços para armazenamento de água.

Fonte: Corsan/Prefeitura Municipal