O caçapavano Bruno Nunes Machado é formado em Geologia pela Universidade Federal do Pampa (Unipampa). Segundo ele, a maioria de seus colegas egressos segue três caminhos: vida acadêmica, trabalho em grandes firmas ou de forma autônoma, ou empreendedorismo. Bruno escolheu o último e fundou a Explore, que atua na área de geologia, mineração e meio ambiente.

– Mais recentemente, constituímos uma parceria com outras empresas e profissionais dos ramos de engenharia florestal e engenharia civil. Esse grupo de empresas e profissionais se chama Base Soluções Integradas. Então, além do escopo de trabalho da Explore, hoje, trazemos para Caçapava também essas outras opções de serviços – conta Bruno.

O que o motivou a abrir a própria empresa e atuar em Caçapava foi ter começado a empreender quando estava nos últimos anos de curso e ter veia empreendedora. Ele conta que não havia um plano de abrir uma empresa, mas que notou que o mercado era limitado, que as oportunidades poderiam não aparecer e decidiu não esperar.

– Eu aliei essa veia empreendedora, essa bagagem que adquiri nos últimos anos fazendo os meus trabalhos mesmo como estudante e, quando me formei, não esperei. Eu, de cara, já parti pra ação de abrir minha empresa. O que me motivou foi entender que, mesmo com as limitações do mercado, na nossa região tinha certa demanda desses trabalhos – disse.

Segundo Bruno, o mercado de trabalho no país para os geólogos está relacionado com o momento econômico.

– Basicamente, o que traz emprego para o geólogo são as grandes mineradoras e empresas petrolíferas. Então, se o país está com o setor econômico em baixa, está em crise, que é a realidade em que hoje a gente vive, o mercado fica em baixa – explica.

Sobre o mercado de trabalho em Caçapava, Bruno relata que está atrelado às mineradoras de calcário e à geologia aplicada à construção civil, em que se fazem estudos relacionados, por exemplo, à instalação de empreendimentos, de indústrias, de loteamentos, de desmembramentos de áreas, dentre outros.

O primeiro contado de Bruno com o ramo foi alguns anos atrás, quando ele conheceu geólogos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) que vieram fazer trabalho de campo em Caçapava.

– Depois, eu trabalhei em uma mineradora, onde pude conhecer de perto a realidade e pude entender como funciona esse segmento. Com a chegada da Unipampa, eu pude conhecer melhor a geologia de fato. Eu me preparei ao longo de um ano e entrei na segunda turma do curso de Geologia. Eu já tinha esse interesse preliminar, já conhecia e tinha muita afinidade com a geologia – conta.

Para Bruno, a Unipampa foi um divisor de águas em sua vida, porque lhe permitiu ter uma profissão e crescer no âmbito pessoal.

– Foi um privilégio ter a Unipampa na minha cidade natal, e eu só tenho a agradecer essa oportunidade – declara.

Ele vê que a relevância e a vantagem de se fazer geologia em Caçapava está no fato de o município, em níveis mundiais, ser privilegiado por ter uma diversidade grande de rochas, de estruturas e de fissões naturais, que é o que se estuda no curso.

– São poucas as regiões que se igualam à Caçapava no quesito de se ter isso tudo num raio pequeno, tudo muito próximo e com fácil acesso. Há um laboratório a céu aberto, tudo à disposição, tu tens a oportunidade de vivenciar isso na prática, o que é bem importante – explica.

Quem quiser conhecer mais do trabalho da Explore, pode buscá-los nas redes sociais ou acessar o site http://exploreconsultoria.com.br/.