Representantes do transporte coletivo escolar estiveram reunidos com o prefeito Giovani Amestoy na manhã desta quarta-feira, 22, buscando posicionamento por parte do município quanto ao pagamento aos terceirizados em razão da paralisação do serviço de transporte por conta das medidas restritivas ao combate do coronavírus.

Durante o encontro, os transportadores profissionais terceirizados, responsáveis por 53 linhas em Caçapava do Sul, expuseram a situação em que se encontram ao prefeito e aos outros presentes, o vice-prefeito Luiz Guglielmin, o procurador Jurídico Luiz Pinto e o presidente da Câmara de Vereadores Mariano Teixeira. Eles buscam pelo menos o pagamento de parte do valor do contrato, ainda que o transporte não esteja ocorrendo.

O prefeito Giovani Amestoy disse aos presentes, Alex Chaves, Cláudia Dutra e Evandro Ribeiro que o Poder Executivo está aberto ao diálogo e que entende a situação em que se encontram os trabalhadores e que vai avaliar junto com o procurador Jurídico a demanda dos profissionais.

Ao final, o transportador Evandro Ribeiro, disse ao prefeito que o que estava ocorrendo não era um protesto e sim um movimento em busca de solução para uma demanda imediata.

Fonte: Prefeitura Municipal