Selecione a página

Vento que chegou a 116 km/h no Estado dá lugar a frio intenso

Vento que chegou a 116 km/h no Estado dá lugar a frio intenso

Os prognósticos apontam que o vento já está em deslocamento para fora do território gaúcho. Pode ocorrer geada na quinta-feira

O início desta quarta-feira (1°) foi, novamente, marcado pelos temporais e fortes rajadas de vento. A cidade de Santa Vitória do Palmar, no Extremo Sul do Estado, registrou vendavais de até 116 km/h, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).  

Outros municípios também registraram vento forte. Em Pelotas, na Região Sul, a velocidade chegou a 98 km/h. Já em Canela, na serra gaúcha, eles alcançaram os 97 km/h. No município de Tramandaí, no Litoral Sul, alcançaram os 96 km/h e em Porto Alegre, na Região Metropolitana, chegaram aos 80 km/h.  

A ventania é provocada pelo fenômeno chamado de ciclone-bomba, explica Gil Russo, meteorologista do Inmet. 

“Ele se forma quando a pressão atmosférica, no centro do ciclone, cai de maneira muito rápida e em um intervalo de tempo muito curto. Ciclones acontecem com frequência, mas eles, geralmente, não têm uma queda tão intensa de sua pressão interna. Por isso, ele se transformou em um ciclone-bomba” diz o especialista.  

O vento desloca a frente fria para longe do Rio Grande do Sul, contudo, traz para o território gaúcho uma massa de ar polar e tempo firme. O vento começa a cessar já nesta quarta-feira. Na quinta, teremos predomínio de tempo seco e mais frio em praticamente todo o Estado com possibilidade de geada na Fronteira Oeste, na Campanha e Região Sul.  

Na Campanha a quinta-feira (2) terá tempo seco, com poucas nuvens, possibilidade de geada e muito frio. Em Caçapava a temperatura varia entre 6ºC e 12ºC.

Informações: Gaúcha ZH

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade