A hipnose é uma das mais eficientes ferramentas para o desenvolvimento do autocontrole e o tratamento de algumas disfunções comportamentais.

Quando “falamos em hipnose” a maioria das pessoas pensa em shows de mágica, controle da mente e até mesmo em algum tipo de religião. Na realidade, nada poderia estar mais longe da verdade.

Foi na área da saúde (Medicina , Odontologia e Psicologia), e orientada por uma rigorosa ética, que a hipnose se desenvolveu como ferramenta terapêutica,dando origem à Hipnose Clínica.
“Hipnose é um estado alterado de consciência no qual o conhecimento que você adquiriu durante a sua vida e que você usa automaticamente torna-se, de repente, disponível” – (MILTON ERICKSON).

É uma condição cerebral que permite você acessar as sensações e emoções de forma rápida e eficiente,através da alteração da consciência.

Desde 1950, o uso clínico da hipnose foi aprovado pela Associação Britânica e Sociedade de Medicina Americana, sendo atualmente recomendada pelas Sociedades médicas, odontológicas, psicológicas e até pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Um estudo meta-analítico, que avaliou dezoito pesquisas sobre hipnose no combate a dor, mostrou que 75% dos casos clínicos e experimentais obtiveram substanciais alívios a partir de técnicas de hipnose. Assim, a hipnose parece ser eficaz para a maioria das pessoas que sofre de diversas formas de dor.

Nos últimos anos, a eficácia da hipnose em diminuir a sensibilidade à dor foi estudada por experimentos bem controlados, foi descoberto sua capacidade de reduzir significativamente as avaliações da dor; a necessidade de analgésicos ou sedação, as náuseas e vômitos e o tempo de permanência nos hospitais.

Um estudo sobre os tratamentos da dor aguda conclui que as técnicas de hipnose são superiores ao tratamento padrão, e muitas vezes melhor, do que outros tratamentos convencionais reconhecidos para a dor.

Analgesia hipnótica tem sido usada com sucesso em uma série de intervenções em muitas clínicas, hospitais,centro de tratamento de queimadura e consultórios odontológicos.

As condições de dor crônica para a qual a hipnose tem sido usada com sucesso incluem, entre outros, cefaléia,dor lombar, fibromialgia, carcinoma,dor temporo mandibular e dor crônica mista.

As condições crônicas, no entanto, podem exigir um plano de atendimento multidisciplinar atingindo vários aspectos além da experiência da dor.Podem precisar de ajuda para aumentar os comportamentos que promovam o bem-estar e a atividade funcional ( por exemplo: exercícios, boa alimentação), restaurando a amplitude de movimento e da mecânica corporal adequada, e assim por diante.

Entre os maiores desafios para a larga implementação da hipnose encontra-se a falta de capacitação profissional e a luta contra a cultura do medicamento, imposto pelas indústrias farmacêuticas, que tentam associar medidas terapêuticas invariavelmente à ingestão de medicamentos.

Professor Dr. João Ricardo Lied de Castilhos
Graduado pela Associação Brasileira de Hipnose Médica e Odontológica São Paulo
Graduado em Hipnose e PNL pela Pensylvania University – EUA.