Júri popular ocorreu na quinta-feira, dia 21, no Fórum local
Foto: Marcelo Marques

 

O réu Léo Edgar Freitas dos Santos, 47 anos, natural de Santana da Boa Vista, foi condenado a oito anos e seis meses de prisão (regime fechado), em júri popular realizado na Comarca de Caçapava na quinta-feira, dia 21. Ele foi julgado pelo homicídio de Nelson Régio Fagundes, ocorrido em setembro de 2009 e porte de arma de fogo.

O juiz Diego Carvalho Locatelli, atendendo ao pedido do Ministério Público, determinou a execução imediata da pena e o encaminhamento do réu ao Presídio Estadual. O Promotor de acusação foi Diogo Taborda e o Defensor Público Marcelo Candiago, de Porto Alegre.

O caso
No dia 02 de setembro de 2009, por volta das 10 horas, próximo a um bar na rua Dezessete de Setembro, em Santana da Boa Vista, após desentendimento, Léo Edgar Freitas dos Santos,  desferiu três disparos com um revólver calibre 38, os quais o atingiram o tórax de Nelson Régio Fagundes. Na sequência, Leo Edgar deixou o local, escondendo-se em um matagal.