A estimativa é um dos parâmetros no cálculo para o repasse de recursos federais
(Foto: Marcelo Marques)


Na quarta-feira, dia 30, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou as Estimativas de População dos municípios. Segundo o IBGE, a estimativa é de que 34.634 pessoas residam em Caçapava (11,06 habitantes por quilômetro quadrado), isso representa aumento de 2,8% em relação ao Censo Demográfico de 2010 (33.690 habitantes).

As estimativas populacionais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União no cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos.

No País, um quarto dos 5.570 municípios brasileiros (1.378 municípios) tiveram redução populacional. Além disso, em mais da metade deles (2.986), as taxas de crescimento populacional foram inferiores a 1%, e em apenas 258 municípios (4,6% do total) o aumento foi igual ou superior a 2%.
Embora a população do país tenha crescido cerca de 1,6 milhão de pessoas entre 2016 e 2017, passando de 206,1 milhões para 207,7 milhões, a taxa de crescimento populacional (0,77%) vem desacelerando, nos últimos anos, em razão principalmente da queda na taxa de fecundidade. Com isso, a projeção demográfica estima que daqui a 26 anos (entre 2042 e 2043), a população vai atingir seu limite máximo (228,4 milhões), e passará a decrescer nos anos seguintes.

Segundo a gerente de Estimativas e Projeção de População do IBGE, Izabel Marri, os resultados do cálculo das estimativas mostram a reorganização da população no território.

– Há uma tendência de deslocamento das pessoas que moram em pequenos municípios para cidades maiores em busca de melhores condições de vida e melhor acesso à educação e ao emprego – explicou.

COMO É CALCULADA
A estimativa populacional dos municípios é calculada a partir das Projeção de população dos estados, que leva em conta as taxas de fecundidade, mortalidade e migração, acrescida da tendência de crescimento populacional, verificada pelos Censos Demográficos 2000 e 2010. Para 2017, a projeção mostra que a taxa de fecundidade era de 1,67 filho por mulher, a taxa bruta de mortalidade era de 6,15 mortes por mil habitantes e o saldo migratório (pessoas que entraram menos as que saíram do país) foi de 8.304 pessoas.

Gazeta de Caçapava
03.09.2017 – 08h04min