Serigne Modou Sall, 27 anos, há um mês trabalha como camelô no centro
Foto: Marcelo Marques

 

Serigne Modou Sall, 27 anos, nasceu no Senegal, um país localizado na África Ocidental. Chegou em São Paulo em 2014 para trabalhar como camelô, mas ficou por poucos meses até resolver vir para Porto Alegre. Na capital gaúcha morou quatro anos, onde se tornou torcedor do Grêmio.

Neste ano, Serigne resolveu procurar uma nova cidade para viver. Esteve em Cachoeira e agora resolveu fixar residência em Caçapava.

– Aqui é bom para morar e trabalhar. As pessoas são receptivas. Me sinto bem aqui – disse o africano que mora em um hotel da cidade.

Serigne nasceu na cidade de Touba, no centro do Senegal, com uma população de 529.176 habitantes, é a segunda cidade mais populosa do país depois da capital Dakar. A vida em Touba é dominada pela prática muçulmana. Uma grande peregrinação anual, chamada Grande Magal, atrai entre um e dois milhões de pessoas.

O senegalês conta que resolveu vir morar no Brasil devido à crise financeira em seu país.

– Brasil está bem melhor do que Senegal, por isso vim morar aqui – declara.

Serigne, que é solteiro, mantem contato diário com seus familiares que ficaram no Senegal, sua mãe, dois irmãos e uma irmã. Seu pai é falecido.

– Sinto saudade deles, dos meus amigos, mas tenho que trabalhar aqui. A gente conversa toda hora, mas por WhatsApp e Facebook, é assim – revela em seu “portunhol”.