Select Page

Informação de Confiança – Banco dos Bancos – Economista Harri Goulart Gervásio

Informação de Confiança – Banco dos Bancos – Economista Harri Goulart Gervásio

Painel 499 – Ano XI

Banco dos Bancos
O Banco Central do Brasil, BACEM, é a principal autoridade monetária do país, cabendo a ele a administração das reservas cambiais, emitir moedas, manter os depósitos compulsórios dos bancos comerciais e executar as politicas monetárias e cambiais. A sua diretoria é indicada diretamente pelo Presidente da Republica e aprovada no Senado Federal. Os membros empossados tem prazo indefinido, ao contrario de outros países que adotam o prazo fixo. É uma instituição de muita importância no que se refere à administração de um país, pois dele depende a orientação e execução de variáveis de alto significado no contexto econômico.

Os notáveis
O relatório de mercado Focus, Boletim Focus, é um documento divulgado pelo BACEM, desde 2001, que traz projeções de investidores e analistas para indicadores da economia brasileira. São ouvidos semanalmente mais de 100 economistas e especialistas que atuam no mercado financeiro, buscando as suas expectativas sobre cenários futuros. Estes dados servem para balizar a atuação do banco e orientar o mercado como um todo. As primeiras horas da segunda-feira o boletim já esta circulando sendo, os seus dados e projeções, altamente cortejados. Alguns setores da mídia chamam estes entrevistados de “Os notáveis”.

O que eles dizem!
Na ultima segunda-feira circulou dados relativos à pesquisa feita entre 02 e 05 de maio, e fornecem uma visão atualizada de algumas das principais variáveis da conjuntura econômica, permitindo entender além do movimento de curto prazo, uma prospecção mais profunda no tempo.

Inflação – No que se referem à inflação os economistas apostam que o IPCA terminará o ano em torno de 4,03% e 4,30% para 2018 com um leve crescimento. Inflação controlada em torno do centro da média.
Dólar – A taxa de câmbio para o final do ano deve ser de US$ 3,23 e US$ 3,38 para 2018, com leve alta.
Taxa Selic – Os juros, hoje 11,25%, cairão para 8,50% até dezembro e se manterão em 2018. Previsão corajosa!
Produto Interno Bruto – O PIB este ano deve crescer 0,46% e 2,50% em 2018. Acredito que para este ano o numero esta correto, mas para o ano que vem está otimista demais.
Produção industrial – A indústria crescerá 1,47% em 2017 e 2,50% em 2018.
Investimento estrangeiro. Deverá entrar US$ 78 bilhões em 2017 e US$ 80 bilhões no ano que vem demonstrando um débil aumento.
Balança comercial – O comercio externo deve apresentar um saldo positivo de US$ 53 bilhões em 2017 e US$ 41 bilhões em 2018, uma queda no setor.

Sempre quando o futuro é analisado devem ser considerados três cenários: o normal, o pessimista e o otimista. Possivelmente quando estes dados foram projetados foi considerado o cenário normal, descartando o mais favorável e o pessimista. Hoje o Brasil vive um momento de total indefinição e fragilidade no aspecto politico, onde tudo pode acontecer. De uma hora para outra o quadro pode ser totalmente modificado, com números e resultados bem diferentes do que atualmente são previstos. Cuidado, previsão é uma coisa precisão é outra.

Efeito Macron
Pois é, Macron está eleito. É o mais jovem presidente da França, obtendo mais de 10 milhões de votos a mais. Nem da direita e nem da esquerda, se propõe a governar tendo como bandeira a defesa da UE e apoio incontestável à globalização. Para o Brasil foi uma boa noticia, pois no momento esta sendo costurado um acordo comercial entre o Mercosul e a União Européia, o primeiro do Mercosul com países desenvolvidos. Os analistas acreditam que com a chegada de Macron ao poder este assunto poderá estar sacramentado e anunciado até dezembro. É uma grande oportunidade para os exportadores que terão mais uma porta aberta e agora para um mercado de grande potencialidade, mas que vai exigir além de preços compatíveis com a concorrência uma boa qualidade dos produtos. Uma excelente noticia numa hora de extrema necessidade de aumentar os números positivos da balança comercial brasileira.

Pense
Quer? Então faça acontecer porque a única coisa que cai do céu é a chuva.

Harri Goulart Gervásio – Economista

12-05-2017

Sobre o(a) Autor(a)

Promoção

Pet

Saúde

Decoração

Combustível

Dentista

Casa

Calçados

Visite Caçapava do Sul

Últimos resultados