Selecione a página

O fazendeiro que se tornou herói

O fazendeiro que se tornou herói

Mestre Giles d’Aldeia¹, de J.R.R. Tolkien, é ambientado em um passado muito distante, “uma época obscura da história da Grã-Bretanha” (p. 16). No prólogo do livro, Tolkien não se coloca como autor da estória, mas como o tradutor que a verteu “de um latim acentuadamente insular para a língua moderna do Reino Unido” (p. 15-16), pois se trata de uma espécie de ‘registro histórico’ do Reino Pequeno, onde se passa a trama.

Ægidius Ahenobarbus Julius Agricola de Hammo, ou simplesmente Mestre Giles d’Aldeia, é um fazendeiro pacato e acomodado que mora num povoado chamado Aldeia, em uma época em que ainda viviam muitas criaturas que já não existem, como os gigantes.

E foi justamente uma dessas criaturas que meteu Ægidius num problemão. Míope e bastante surdo, um gigante saiu para passear e causou destruição por onde passou, principalmente na fazenda de Giles. Percebendo o que acontecia, o cachorro Ganido tratou de avisar ao dono. Armado com um bacamarte, o fazendeiro saiu de casa e, quando deu com o gigante, tomou um susto tão grande que disparou a arma sem querer. Foi por pura sorte que acertou o ‘inimigo’, que, vendo-se atingido por algo que vinha da direção em que seguia, deu meia-volta e foi embora.

Com a força do disparo, Ægidius caiu. Ao levantar-se, começou a ouvir aplausos: era o povo de Aldeia, que havia assistido a tudo de longe. Seus vizinhos espalharam que Giles derrotara o gigante, e rapidamente ele virou um herói na região, o que o tornou famoso e admirado por todos.

Assim, tudo ia muito bem para Ægidius. Até um dragão aparecer. Os cavaleiros da corte começam a criar desculpas para não combatê-lo, o que desagrada à população. Quando o dragão se aproxima de Aldeia, a ajuda de Giles é pedida, afinal, ele é um herói, pode acabar com mais esse grande perigo. Mas o caso do gigante não passara de um mal-entendido e, agora, o fazendeiro se vê numa encruzilhada: por um lado, morre de medo; por outro, não quer perder a estima que conquistou. O que ele fará?

Em Mestre Giles d’Aldeia, Tolkien mostra toda sua genialidade, que ficou famosa com os relatos sobre os Dias Antigos da Terra-média, em uma obra com um estilo diferente. É uma pequena estória muito divertida, cheia de pitadas de humor e que arranca boas risadas. Ideal para aqueles dias pesados, que deixam nossas cabeças cheias.

 

Referência:

TOLKIEN, J.R.R. Mestre Giles d’Aldeia. Ilustrado por Pauline Baynes. Traduzido por Rosana Rios. 1ed. Rio de Janeiro: HarperCollins, 2021. 146p.

 

¹ Também publicado no Brasil sob o título de Mestre Gil de Ham, pela editora WMF Martins Fontes.

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade