Professor universitário e pesquisador sobre o futuro das tecnologias da informação e comunicação, o jornalista caçapavano Marcelo Barcelos, 38, participou, ontem, quinta-feira, do Café na Biblioteca, projeto que procura levar palestrantes e profissionais do mercado para motivar alunos do Ensino Médio da Escola Estadual Nossa Senhora da Assunção (EENSA).

Morador de Florianópolis, em Santa Catarina, onde cursa doutorado em Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ministra cursos e palestras, Barcelos apresentou temática ligada ao futurismo, jornalismo digital e Internet das Coisas, tema de sua tese, em produção, e revelou como vem construindo sua carreira acadêmica, coordenando cursos de pós-graduação e fazendo pontes de pesquisa internacional.

A convite da gestora do projeto, professora Jianny Moreno, o palestrante revelou o que vem pesquisando sobre o futuro das comunicações digitais, entre objetos inteligentes, como carros conectados, computadores vestíveis e assistentes virtuais, e de quem forma o jornalismo vem se tornando, também, uma atividade cada vez mais automatizada e multiplataforma.

“Seja pelas redes sociais, guiadas por algoritmos, quanto pelos sistemas de interação homem-computador, por meio da Inteligência Artificial, o que vemos pela frente é uma sociedade cada vez mais envolvida e influenciada pela convergência de diferentes dispositivos digitais conectados em rede, do celular à Smart TV, do carro aos robôs domésticos e bots. O futuro, sem dúvida, nos apresentará uma realidade em que viveremos, lado a lado, com máquinas muito semelhantes a nós mesmos, como os ciborgues de ficção científica. Eles poderão ser nossos amigos, nossos animais e, quem duvida, até nossos companheiros afetivos. A questão é como lidaremos com isso, e não mais se queremos isso”, ponderou o pesquisador.

Barcelos tem participado, publicado e apresentado fragmentos da sua pesquisa em congressos e revistas científicas na Itália, Portugal, Espanha, Inglaterra, Chile, Argentina e Uruguai. Agora, o jornalista se prepara para mais um novo desafio: realizar a modelagem de um aplicativo de Internet das Coisas em instituição tecnológica de ponta, nos Estados Unidos da América (EUA), ainda em 2018. Em 2019, o jornalista deve defender a tese de doutorado.

Nesse meio tempo, ainda assume a coordenação de uma nova pós-graduação, criada por ele, na Faculdade Cesusc. O MBA em Gestão da Inovação Digital – Ênfase em Marketing, Entretenimento e Economia Criativa terá professores de várias partes do Brasil, que irão a Florianópolis ministrar aulas na cidade que é considerada a Capital da Inovação e Tecnologia.

Outra novidade é um portal de notícias sobre tecnologia que Barcelos lançará breve, levando o seu nome. O site reunirá informações sobre eventos, entrevistas com autoridades mundiais sobre tecnologia e ainda a produção acadêmica do jornalista, como capítulos de livros, artigos, cursos e, para concluir, três opções de consultoria em Futurismo, Internet das Coisas e Inovação no Jornalismo, atividade que o jornalista vem realizando em diversas empresas e associações pelo Brasil.

“Contar um pouco como venho desenhando minha carreira para essa garotada foi um prazer. A missão de um educador é, acima de tudo, ser um incentivador para que os alunos tenham coragem de perseguir seus sonhos. É fundamental para um professor que ele trabalhe para que seus alunos possam voar alto, sem perder o senso de ética e humanidade que tanto falta na nossa sociedade. Espero, de coração, aqui nessa escola onde estudei, que eu tenha despertado isso na garotada”, finalizou o professor.