Os clubes de futebol de Caçapava do Sul tinham por tradição a realização de partidas amistosas com clubes de outras cidades, principalmente Lavras do Sul, São Sepé, São Gabriel e Cachoeira do Sul. Estas partidas festivas se constituíam em grande atração para a população. Era comum a organização de excursões de torcedores, as chamadas “caravanas”, para acompanhar as delegações dos times.

Em 16 de março de 1947, o Caçapava Futebol Clube recebeu o Fluminense Esporte Clube da cidade de Cachoeira do Sul, para um amistoso no Campo do Engenho. De acordo com o Jornal Folha do Sul, edição de 20 de março de 1947, “o Caçapava lavrou um tento de ouro, proporcionando uma tarde desportiva agradabilíssima, haja visto a numerosa assistência que compareceu ao Campo do Engenho”.

Antes da partida, o presidente do Fluminense Sr. Luiz Figueiredo, fez uso da palavra saudando o Caçapava, oferecendo uma corbeille de flores naturais. Pelo Caçapava, agradeceu o Sr. Propício Prado, o qual também foi o árbitro da partida. O primeiro tempo foi dominado pelo Fluminense, terminando 1×0 para a equipe da cidade vizinha.

O Caçapava volta melhor na segunda etapa e vira o jogo com um gol de falta do ponta-direita Paraguai e um gol contra do zagueiro Lager do Fluminense. A partida terminou 2×1 para o Caçapava, sendo que o placar só não foi mais elástico devido às grandes defesas do goleiro Luiz, que eleito o melhor jogador da partida.

Pelo Caçapava os melhores foram o goleiro João Ernesto, o atacante Paraguai e o meia Ernani Miranda. Os atacantes Carlinhos e Gigante abusaram do jogo pessoal e a linha média dominou todo o centro do gramado. A equipe do Caçapava esteve assim formada: João Ernesto, João Gervásio e Cacaio (Franklin), Agostinho, Ernani Miranda e Sepé, Paraguai, Docinho, Carlinhos, Gigante e Tênis.

À noite, na sede do Caçapava, foi oferecido um coquetel com frios e bebidas à delegação do Fluminense. O Chefe da delegação Cachoeirense, Sr. Luiz Figueiredo, agradeceu a gentil acolhida, salientando que “das 37 excursões realizadas pelo Fluminense esta ficaria gravada em seu coração e que tudo faria para retribuir da mesma forma quando o Caçapava fosse jogar em Cachoeira”. Em nome do Caçapava falou o Sr. Luiz Coelho Leal, enaltecendo o espírito de lealdade dos jogadores visitantes e agradecendo a honrosa visita.

Nilvo Torres Dorneles
Pesquisador