Select Page

Memória do Futebol – Clássicos CARÉ – Nilvo Torres Dorneles

Memória do Futebol – Clássicos CARÉ – Nilvo Torres Dorneles

Nos anos 40, era muito comum a realização de amistosos entre os nossos principais clubes. Fazer excursões a outros municípios não era muito fácil, os meios de transporte e as estradas que existiam eram fortes impeditivos para o deslocamento das delegações. Assim, os amistosos locais eram a melhor opção para manter os clubes ativos e para fornecer entretenimento à população.

Em 1948 foram realizados vários clássicos CARÉs em caráter amistoso, dos quais destacamos três:
1º) Em 11 de janeiro de 1948, em preliminar do clássico de fundo, defrontaram-se os quadros juvenis de Caçapava F.C. e E.C Aymoré. A partida foi realizada no Campo do Engenho. A curiosidade deste clássico é que a equipe do Aymoré compareceu com apenas nove jogadores, ao passo que o Caçapava contava com todos os seus titulares.

O primeiro tempo terminou com o placar de 2×1 para os colorados. No segundo tempo o Caçapava aumentou para 4×1. O Jornal Folha do Sul, em sua edição de 17 de janeiro de 1948, considerou normal o resultado, em função do número desigual de jogadores. O juiz da partida foi o Sr. José Saldanha que, segundo a Folha do Sul, “desempenhou-se com bastante lisura, tendo agradado a todos”.

2º) Após o jogo dos juvenis, foi a vez dos quadros amadores se enfrentarem. O Aymoré, terceiro colocado no campeonato de 1947, desafiava o Caçapava tri-campeão invicto de 1947. Para este clássico, o Caçapava apresentava a sua torcida suas duas novas aquisições: os jogadores Paulo Bender e Ruy Silva. De acordo com a Folha do Sul de 17 de janeiro de 1948, “os dois se saíram a contento, agradando em cheio a torcida colorada”.

Segundo o mesmo jornal, os melhores jogadores da partida pelo Caçapava foram Japão, Docinho e Sepé e pelo Aymoré Odino, França e Ernani Miranda. O craque da partida foi o goleiro Odino do Aymoré.

O clássico terminou 4×2 para o Caçapava, gols de Danilo 2, Tênis 1 e Paulo Bender 1, descontando Ernani Miranda com dois gols para Aymoré.

3º) No dia 27 de junho de 1948 foi realizado outro CARÉ de juvenis, desta vez no Campo do E.C. Gaúcho. Sobre este clássico a Folha do Sul, em sua edição de 03 de julho, escreveu: “este embate caracterizou-se mais pelo ardor com que foi disputado do que pela técnica que foi empregada”.

O 1º tempo encerrou com o placar de 1×1, gols de Rubinho e Reni. Na fase complementar voltou a funcionar o marcador, desta vez por intermédio de Cabrito (2) e Amauri para o Caçapava. Para os tricolores marcaram Rui, Mário, Gustavo e Delfino, terminando o clássico com a vitória dos juvenis do Aymoré pelo placar de 5×4.

Nilvo Torres Dorneles

Sobre o(a) Autor(a)

Curta nossa página

Confira nas Bancas

Publicidade

Publicidade