Select Page

Memória do Futebol – Esporte Clube Gaúcho – Nilvo Torres Dorneles

Memória do Futebol – Esporte Clube Gaúcho – Nilvo Torres Dorneles

Em 1972, além do campeonato citadino da primeira divisão, cujo clube campeão foi o Esporte Clube Gaúcho, o Conselho Municipal de Desportos organizou uma competição denominada Taça Cidade de Caçapava. Esta competição, no entender do CMD, tinha a finalidade de “reerguer” o futebol da cidade, uma vez que só havia uma competição e esta era disputada, somente, por Aymoré e Gaúcho.Assim surgiu a Taça Cidade de Caçapava, organizada em duas modalidades: 1ª e 2ª divisões.

A modalidade segunda divisão teve a participação de seis times: Guarany do Santa Bárbara, 15 de Novembro da cidade, São Geraldo do Seival, Pinheiro do distrito Pinheiro, Camaquã do Seival e Juventude do Rincão de Lourdes.

Os jogos foram realizados somente aos domingos, com rodada dupla, e a competição teve início em 27 de agosto de 1972. A partida de abertura da foi entre Camaquã x Pinheiro, vencida pelo Camaquã por 5×1, gols marcados por Negro (2), Zeca, Bosco e Ademar, descontando Silon para o Pinheiro.A partida de fundo teve como resultado Juventude 3×2 São Geraldo.

Na segunda rodada realizada em 03 de setembro, estrearam Guarany e 15 de Novembro, com vitória do Guarany por 5×2. A quarta rodada realizada em 17 de setembro, teve vitória do Camaquã sobre o Guarany pelo placar de 4×1, gols de Ney (2) e Ademar (2).

Alguns jogos desta competição: dia 15 de outubro jogaram Pinheiro e Guarany, que empataram em 1×1, gols de Silon para Pinheiro e Bingo para Guarany. Em 05 de novembro o Juventude bateu o Guarany por 2×0.Dia 12 de novembro o Pinheiro venceu o 15 de Novembro por 3×0.

Em 19 de novembro foi realizada a penúltima rodada com o chamado “Clássico do Seival”, dérbi disputado entre Camaquã e São Geraldo, que teve a vitória do Camaquã por 2×1. O “Colorado do Seival” conquistou sua quarta vitória consecutiva, confirmando a liderança isolada e encaminhando o título.

A última rodada foi realizada dia 26 de novembro, com Camaquã e Juventude fazendo o jogo de fundo. Ao Camaquã, então com oito pontos, bastava o empate para ser campeão e o Juventude, com sete pontos, necessitava de vitória por qualquer placar para conquistar o título.O Camaquã venceu a partida por 2x1e conquistou a Taça Cidade de Caçapava na categoria 2ª Divisão. O “Colorado do Seival” foi o legítimo campeão, pois teve 100% de aproveitamentoe ao longo do certame apresentou, sempre, um futebol ofensivo.

Grupo de jogadores utilizados pelo Camaquã na competição: Paulo Sérgio, Bôsco, Pinheco, Zeno, Vagner, Tadeu, Osmarino, Zeca, Negro, Ivo, Favorino, Joãozinho, Ademar, Ney eIraí.


Pesquisa – Nilvo Torres Dorneles

Publicado em 16/06/2017, às 06h05

 

Sobre o(a) Autor(a)

Já nas bancas

Curta nossa página

Publicidade

Publicidade