A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), divulgou na quinta-feira, dia 28, o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) dos 5.471 municípios do País, com base em dados de 2016. O índice vem sendo aferido há uma década.

O IFDM 2018 monitora os indicadores de emprego e renda, saúde e educação. Conforme o estudo, Caçapava atingiu 0,7419 ponto, a melhor pontuação em 10 anos. A segunda melhor ocorreu em 2010, com 0,7295 ponto. Nos dois melhores anos alcançou a categoria de desenvolvimento moderado.

O estudo adota uma escala de avaliação que vai de 0 a 1 – quanto mais próximo de 1 maior o desenvolvimento do município. As cidades são divididas em quatro categorias: baixo desenvolvimento (de 0 a 0,4), desenvolvimento regular (0,4 a 0,5), desenvolvimento moderado (de 0,6 a 0,8) e alto desenvolvimento (0,8 a 1).

Em 2016, o índice de emprego e renda atingiu 0,5911 ponto. Entre os 5.471 municípios do Brasil ficou na posição 910. No Estado, dos 496 municípios está na 139ª colocação. Segundo a Firjan, o índice de Caçapava é enquadrado em desenvolvimento regular. A melhor pontuação neste índice ocorreu em 2010, com 0,6764 ponto.

No quesito Educação, o município segue em desenvolvimento moderado, atingindo a melhor pontuação da década 0,7836 ponto. Em comparação aos demais municípios brasileiros ocupa a posição 2.712. Em relação as demais cidades do RS ficou atrás de 309 municípios.

A melhor pontuação de Caçapava no Índice Firjan em 2016 foi na área da Saúde, com 0,8508, considerado alto desenvolvimento. Ocupando a 1.681ª posição no Brasil, porém, no Estado ficou na 334ª colocação entre os 496 municípios. Em 10 anos, a pior posição da cidade neste quesito aconteceu em 2013, quando somou 0,7585 ponto.

Na segunda-feira, dia 2, o ex-prefeito Otomar Vivian (PP) reuniu ex-integrantes do Governo Municipal 2013/2016 para avaliar e comemorar a melhor pontuação do município noÍndice Firjan de Desenvolvimento Municipal.

– Em quatro anos investimos na saúde com a informatização do sistema. Na educação tivemos os melhores indicadores da região. Já na geração de emprego tivemos uma melhora significativa devido a capacitação da população, através do Pronatec – comentou o ex-prefeito.

Por Marcelo Marques