Selecione a página

Corpus Christi

Corpus Christi

Na quinta-feira, sessenta dias após a ressurreição de Jesus, celebramos a Solenidade de Corpus Christi, ou seja, do Corpo e Sangue de Cristo. É o dia em que os católicos do mundo inteiro realizam a manifestação pública de fé na presença real de Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento. Jesus entrega-se a si mesmo no altar da cruz e, no banquete da vida, sob as espécies do Pão e do Vinho.

Segundo dados históricos, a festa de Corpus Christi nasce da devoção popular, e por se tratar de algo essencial da nossa doutrina e da nossa fé, foi adotada e oficializada pela Igreja, através do papa Urbano IV, no século XIII, mais precisamente no ano de 1264. Aqui no Brasil, desde 1961, a quinta-feira de Corpus Christi é feriado nacional, de modo que os católicos possam participar das procissões e celebrações, reverenciando o Corpo e Sangue de Cristo presente na Eucaristia.

Não podemos fazer dessa celebração apenas um ato devocional, da piedade popular, como era há séculos atrás, mas devemos resgatar aquilo que ela tem de essencial: “A memória pascal, a doação da vida para que todos tenham vida e vida em abundância”.

A Eucaristia é o centro da vida da Igreja. Não existe Igreja sem a Eucaristia. É Jesus, presente no pão e no vinho que alimenta a fé dos fiéis e os fortalece na caminhada de Igreja.

Quem comunga do Corpo de Cristo não pode ficar indiferente à situação de multidões que passam fome. A Eucaristia bem compreendida e bem vivenciada nos transforma em homens e mulheres da partilha. Quando recebemos Jesus na Eucaristia, aquele que se dá por nós, aquele que se torna pão para a nossa vida, aquele que se torna partilha, não conseguimos mais viver no egoísmo, na indiferença diante de tantas situações e irmãos que passam fome.

Motivados pelo texto bíblico do Evangelho de Lucas 9, 11b-17, que nos fala do milagre da multiplicação dos pães, vamos percebendo que, além do milagre realizado por Jesus, que saciou a fome de uma multidão, o grande milagre acontece onde há PARTILHA e SOLIDARIEDADE. Na partilha, nunca falta e sempre sobra. Todos se alimentam, e ainda sobra para alimentar outros que precisam.

Portanto: celebrar a Solenidade de Corpus Christi é firmar com Cristo, presente na Eucaristia, o compromisso de sermos pessoas da partilha. Partilhar os dons recebidos de Deus, partilhar o pão da palavra e, principalmente, partilhar o pão material. Todo gesto de partilha do pão material se torna gesto Eucarístico. Quando todos os nossos irmãos estiverem bem alimentados, será sinal de que a Eucaristia está fazendo efeito em nossa vida de fé. Que a Eucaristia nos torne pessoas mais solidárias!

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade