Selecione a página

Senhor, ensinai-nos a orar

Senhor, ensinai-nos a orar

Todos nós, com raras exceções, por mais atribulada que seja nossa vida, quando menos esperamos, estamos dialogando com nosso criador. A oração faz parte da nossa vida. Orar nos coloca em sintonia com Deus, nos torna íntimos de Deus, próximos de Deus. A oração é a elevação da alma a Deus ou o pedido a Deus dos bens convenientes.

A humildade é o fundamento da oração, pois não sabemos o que pedir, nem como pedir. A oração é um impulso do coração, é um simples olhar lançado ao céu, um grito de reconhecimento e amor no meio da provação ou no meio da alegria.

No evangelho de Lucas, capítulo 11, 1-13, encontramos Jesus, o Filho de Deus, em oração. Poderíamos nos perguntar: o Filho de Deus precisa rezar? Jesus, mesmo sendo filho de Deus, constantemente se colocava em oração diante de Deus Pai. Durante a missão libertadora e salvadora de Jesus, conforme nos relatam os evangelhos, podemos perceber que a oração fazia parte da vida de Jesus. Era costume de Jesus retirar-se para orar, para dialogar com o Pai celestial, e isso com certeza o fortalecia na difícil missão de anunciar e implantar o Reino de Deus no meio da humanidade.

Conforme o relato de Lucas, quando Jesus terminou suas orações, um dos discípulos pediu-lhe: “Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos”. Diante desse pedido sincero do discípulo, Jesus respondeu: “Quando rezardes, dizei: Pai, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Dá-nos a cada dia o pão de que precisamos, e perdoa-nos os nossos pecados, pois nós também perdoamos a todos os nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação”. E Jesus acrescentou: “Pedi e recebereis; procurai e encontrareis; batei e vos será aberto. Pois quem pede, recebe; quem procura, encontra; e, para quem bate, se abrirá”.

A oração do Pai-nosso é uma síntese da mensagem de Jesus de Nazaré. É um resumo de tudo o que ele fez, ensinou e testemunhou em forma de oração. Jesus dá o exemplo de oração aos seus discípulos. Nós precisamos da oração assim como nosso corpo precisa de alimento. Todos nós temos fome e sede de Deus. A oração é a forma mais precisa de saciarmos essa fome e sede de Deus.

Rezamos sempre Pai-nosso e nunca Pai meu! Deus é o nosso Pai celestial, Deus é Pai de todos e espera sempre nosso diálogo com Ele. Que nossas orações sejam sinceras e sejam também dirigidas para todos aqueles que necessitam da força e presença do Espírito Santo de Deus na jornada. Assim como Jesus, diariamente nos coloquemos em oração, em sintonia com Deus!

Senhor, ensinai-nos a orar!

Sobre o autor

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade