Select Page

Prefeitura divulga nota sobre acidente envolve empresa do transporte escolar

Prefeitura divulga nota sobre acidente envolve empresa do transporte escolar

 

A Secretaria de Educação informa que nesta segunda-feira (12), por volta das 6h30, houve um acidente de trãnsito envolvendo a linha terceirizada de número 08, licitada para fazer o transporte escolar na região do Urumbeva.

O motorista da empresa prestadora de serviço, que transportava um aluno até o ônibus que o levaria à escola, perdeu o controle do veículo, um Fiat-Siena, e capotou. Eles foram socorridos e não sofreram nenhum tipo de ferimento.

A Secretaria registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil (Nº1.545 2017) contra a empresa, cujo veículo envolvido no acidente não fazia parte da frota da empresa tercerizada, conforme o contrato de licitação , e abrirá sindicância para investigar o fato.

Segundo o setor responsável pelo Transporte Escolar, além das fiscalizações em todos os veículos do transporte de estudantes que ocorrem de 60 em 60 dias, diariamente a equipe fiscaliza uma das 57 linhas das empresas que prestam serviços de transporte escolar, além de todos os veículos passam por vistoria de 3 em 3 meses pelo Detran (Departamento de Trânsito Nacional).

O Chefe do Transporte Escolar, Sulivan Rosa da Cruz, informou ainda, que a linha investigada, cujo carro que é citado no contrato, uma Kombi que transporta três alunos daquela região, passou por vistoria há menos de 20 dias:

“Nós fiscalizamos diariamente as linhas terceirizadas. Estivemos na localidade, constatamos que a kombi estava com um farol queimado, solicitamos a troca por parte do responsável da empresa e, conforme fomos informados pelos pais dos alunos, o transporte já havia sido feito algumas vezes no veículo que não é cadastrado para prestar o serviço. Segundo o responsável pela linha terceirizada, a Kombi teria apresentado problemas”.

Sulivan informou que caso algum veículo apresente problemas, é preciso que o terceirizado faça a substituição do veículo que, antes de transportar o aluno, deve passar por revisão, assim como os demais. E que neste caso não ocorreu a notificação.

O departamento de Transporte Escolar informou também que existem ainda outras 11 linhas escolares, de responsabilidade do Município, e que das 57 linhas que prestam serviços terceirizados, 12 delas recolhem os alunos de suas residências e transportam até o ponto do ônibus na faixa, assim como a linha onde ocorreu o incidente.

Por fim, a Secretaria de Educação, juntamente com o Departamento de Transporte Escolar, notificam que de imediato se solidarizaram com as famílias do motorista e do aluno, que passam bem, e que estão prestando o atendimento necessário a elas e que continuarão fiscalizando diariamente as empresas terceirizadas do transporte escolar para evitar que hajam incidentes como o ocorrido.

Com informações divulgadas pela Coordenadoria de Comunicação

Sobre o(a) Autor(a)

Já nas bancas

Curta nossa página

Publicidade

Publicidade