A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira, dia 24, mais dois suspeitos, que segundo a PC, fazem parte de uma organização criminosa que praticava o abigeato no município.

Os homens de 64 e 29 anos, pai e filho, receptavam os animais furtados, comprando gado sem nota fiscal e sem Guia de Transporte Animal – GTA.

A Polícia Civil segue apurando a localização dos animais furtados. Até agora seis pessoas foram presas em razão da investigação.

(Fonte – Polícia Civil)