A Rua Marechal Floriano Peixoto está localizada nesta cidade de Caçapava do Sul. Situada no Bairro Batista, travessa com a Rua dos Comerciários, foi denominada conforme Lei Municipal nº 437, de 15 de abril de 1993.

Floriano Vieira Peixoto foi militar e político brasileiro. Era formado em Ciências Físicas e Matemática. Foi o primeiro Vice-Presidente no governo do Marechal Deodoro da Fonseca e o Segundo Presidente do Brasil, Inspetor de Fronteiras, Comandante de Armas, Ministro da Guerra, Membro Superior do Tribunal Militar, Diretor do Arsenal de Guerra, Comandante da Segunda Brigada do Exército, Presidente da Província de Mato Grosso e Senador da República. Destacou-se como tenente coronel na Guerra do Paraguai.

Floriano Vieira Peixoto nasceu na Vila de Ipióca/Maceió (AL) no dia 30 de abril de 1839, filho de Manuel Vieira de Araújo Peixoto e Ana Joaquina de Albuquerque Peixoto. De família muito pobre, foi adotado pelo seu tio e padrinho Coronel José Vieira de Araújo Peixoto. Casou com sua prima Josina Vieira Peixoto, com quem teve 08 filhos.

Na Vice-Presidência da República, com a renúncia do Marechal Deodoro da Fonseca, o marechal Floriano Peixoto assumiu o governo do Brasil, o qual governou de 23 de novembro de 1891 a 15 de novembro de 1894. Enfrentou protestos da oposição que não o aceitavam como Presidente, pois exigiam e entendiam que deveria haver nova eleição, uma vez que Presidente havia renunciado. Para garantir o regime republicano, que estava correndo grave perigo, decidiu ele permanecer na Presidência até o fim do quatriênio do seu antecessor e ainda enfrentou dois movimentos revolucionários graves, a Revolução Federalista no Rio Grande do Sul e a Revolta da Armada no Rio de Janeiro.

Por sua energia e firmeza, o marechal Floriano Peixoto recebeu o cognome de “Marechal de Ferro” e era chamado de “O Consolidador da República”. Suas políticas estavam pautadas em parte, nos setores mais populares, diminuiu impostos e os preços de produtos e das habitações, fazendo com que conquistasse grande admiração da população.
No final de seu governo, em 1894, realizou eleições presidenciais cumprindo a promessa que fizera ao assumir o poder, sendo sucedido por Prudente de Moraes.

Em Caçapava do Sul a Praça Dr. Rubens da Rosa Guedes, em frente à Igreja Matriz, anteriormente chamava-se Praça Marechal Floriano Peixoto.

Também a cidade de Desterro, em Santa Catarina, foi renomeada passando a chamar-se Florianópolis, a capital do Estado, numa homenagem ao ilustre estadista brasileiro.

Floriano Peixoto faleceu na cidade de Divisa, no Rio de Janeiro, no dia 29 de junho de 1895, aos 56 anos de idade. Também em sua homenagem, a referida cidade hoje chama-se “Floriano”.


Fátima Jovane Nunes

Historiadora