Select Page

Secretário Bazotti explica porque deixou o governo

Secretário Bazotti explica porque deixou o governo

No Dia Internacional do Turismo e Dia do Turismólogo (27), o Secretário de Turismo Leandro Bazotti anunciou sua saída da pasta. Esta é a primeira baixa no governo do prefeito Giovani Amestoy (PDT).

Turismólogo, Mestre em Turismo e Hospitalidade, Bacharel em Turismo e Hotelaria, Técnico em Guia de Turismo Regional e Nacional e especializado em Atrativos Naturais, Bazotti concedeu entrevista à Gazeta na tarde de ontem e comentou sobre sua saída.

– Fui convidado para ser Secretário de Turismo, quando cheguei aqui informaram que a pasta abriga a Cultura. Tudo bem, a questão é que vim para trabalhar no desenvolvimento do Turismo em Caçapava, porém a cultura, com suas inúmeras demandas, não possibilitou trabalhar no projeto turístico. Levei esta situação ao prefeito, no entanto, não obtive respaldo – disse.

Segundo ele, outro fator foi ter que trabalhar com uma equipe enxuta, uma vez, que o Turismo e Cultura precisaria de mais profissionais devido a quantidade de eventos e projetos que devem ser desenvolvidos pela pasta.

– A esta altura (setembro) o Plano Municipal de Turismo era para estar pronto, mas infelizmente não poderei, juntamente com minha equipe, deixar este legado ao município. A gente veio para fazer diferente, mas a Secretaria funciona como uma promotora de eventos e não como uma secretaria que articule o desenvolvimento turístico – comentou.

POTENCIAL TURÍSTICO
Para Bazotti, a cidade tem potencial, por sua cultura e belezas naturais, no entanto, a forma de pensar de alguns representantes ou pessoas ligadas ao setor atravancam seu desenvolvimento.

– Na questão do Parque Municipal da Pedra do Segredo fui mal interpretado ou por má intenção política fui bastante criticado, no entanto, tive que fazer o papel dos vereadores, que era fiscalizar o que estava sendo feito, conforme previa o contrato de exploração. O fato da pessoa responsável ter saído, sem mesmo ter avisado prejudicou o projeto.

Tentei designar um funcionário para ficar no local até a publicação de novo edital, mas, também não tive respaldo do prefeito. A boa notícia é que o edital está em fase de conclusão e nos próximos dias deverá ser publicado para uma nova empresa explorar o local – revelou.

AÇÕES E EVENTOS
O Secretário aproveitou para destacar algumas ações e eventos desenvolvidos durante os nove meses na pasta, entre elas, a reestruturação do Centro de Cultura, valorização da equipe de trabalho, roteirização do Centro Histórico, reestruturação dos conselhos de Turismo e Cultura, capacitação da rede hoteleira, Entrevero Cultural Artístico, Semana Farroupilha e abertura do museu aos fins de semana.

– Agradeço a equipe do Turismo e Cultura, foram parceiros, não mediram esforços para as ações aconteceram. Só tenho a agradecer pelo apoio – declarou.

De acordo com Bazotti, ele volta para Porto Alegre com duas mágoas, não ter sido contemplado nenhum dos onze pedidos de emendas solicitadas aos deputados Federais de vários partidos e do prefeito Giovani não investir fortemente no turismo de Caçapava.

– Ele poderia dar mais apoio e certamente o município colheria os frutos ao final de quatro anos de mandato, afinal, turismo é trabalhado a médio e longo prazo. Agradeço a todos que nos apoiaram durante o tempo que estive na secretária. Acredito no potencial turístico de Caçapava e penso que ela pode ser o novo polo do Estado. Caso o prefeito consiga ver isto como parte do desenvolvimento do município, quem sabe eu volte para ajudar a desenvolver –concluiu.

Gazeta de Caçapava
02.10.2017 – 11:08

Sobre o(a) Autor(a)

Já nas bancas

Curta nossa página

Publicidade

Publicidade