Select Page

Seminário debate impactos ambientais dos projetos de mineração

Seminário debate impactos ambientais dos projetos de mineração

Imagem mostra área onde será implantado o projeto Caçapava do Sul 
(Foto: Nexa Resources/Divulgação)

O Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES) promove de o 2º Seminário Regional Sobre os Impactos dos Projetos de Mineração. A informação foi divulgada pelo Sul21O evento teve início na quinta-feira, dia 13, na Universidade Federal de Rio Grande. No sábado (15), o seminário ocorrerá em São José do Norte.

Entre os projetos de mineração previstos para a região, estão os de Três Estradas, Caçapava do Sul e Retiro. O projeto Três Estradas, da empresa Águia Metais, associada à mineradora australiana Águia Resources Limited, prevê a extração de fosfato em Lavras do Sul.

O projeto Retiro, da empresa Rio Grande Mineração, quer extrair titânio e zircônio em São José do Norte. O projeto Caçapava do Sul, da Nexa Resources (Votorantim Metais), quer extrair chumbo e zinco nas Minas do Camaquã. O Fosfato Três Estradas terá investimento de R$ 184 milhões, o Retiro terá R$ 800 milhões em recursos e o Caçapava serão aplicados R$ 371 milhões.

O governador eleito, Eduardo Leite (PSDB), ao anunciar a fusão das secretarias do Meio Ambiente e de Infraestrutura e o advogado Artur Lemos como futuro secretário da pasta, Leite disse que tem “muito respeito pelo patrimônio ambiental do Estado”, mas se mostrou favorável aos projetos de mineração.

– Não podemos ter processos que duram mais tempo do que o razoável para a emissão de licenças – declarou.

O futuro secretário, por sua vez, definiu assim qual será sua linha de ação.

– Vamos destravar toda essa parte burocrática em conjunto com a Fepam e os técnicos ambientais do Estado – disse.

 

Sobre o(a) Autor(a)

Previsão do Tempo

TV Gazeta – Mil Edições