Select Page

Supermercados apostam em datas especiais para alavancar vendas de junho

Supermercados apostam em datas especiais para alavancar vendas de junho

Frio, Dia dos Namorados e Festas Juninas vão puxar movimento do setor (Foto: Arquivo)

Em um cenário de readequação dos hábitos de consumo dos gaúchos e de diminuição das margens para as empresas de varejo, as datas especiais são oportunidades importantes para os supermercados buscarem o crescimento das
vendas.

Pensando nisso, boa parte do setor supermercadista gaúcho já inicia o mês de junho no clima das Festas Juninas, que celebram, ao longo deste mês, Santo Antônio (13), São João (24) e São Pedro (29). Tradicionais no Nordeste do País, estas comemorações vêm se popularizando e ganhando força a cada ano no Estado, e, com isso, passam a integrar o calendário promocional de vendas de supermercados de menor porte.

De acordo com dados apurados pela Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) junto aos associados, o crescimento das vendas de itens típicos para estas festas deverá ser de 6% em relação às comemorações do período no ano passado. Também em junho, o setor prepara os estoques de vinhos, caixas de bombons e de flores para a chegada do Dia dos Namorados, a ser comemorado dia 12.

Segundo o presidente da Agas, Antônio Cesa Longo, a procura dos clientes por canjiquinha, rapaduras e amendoim chega a aumentar 500% em relação aos demais meses do ano durante o período de Festas Juninas. Mais popular em outros períodos do ano, a pipoca para micro-ondas tem as vendas elevadas em cerca de 200%, enquanto a pipoca
para panela, em 150%.

“As festividades também beneficiam fabricantes gaúchas de doces derivados da cana-de-açúcar, que chegam a dobrar sua produção no período e mantêm este volume de vendas até o final do inverno”, destaca Longo, lembrando que o rigor do inverno gaúcho oportuniza que empresas de pequeno e médio portes também aproveitem o momento para vender vinhos e pipocas.

Os supermercadistas negociaram preços dos produtos típicos com os fornecedores e estão garantindo a decoração das lojas e a montagem das tradicionais “barraquinhas” juninas. Segundo o presidente da Agas, cerca de 40% dos supermercados oportunizarão degustação da pipoca, quentão, pé-de-moleque, bolo de fubá, mandioca, broas de milho e canjica, entre outros, um fator decisivo nas vendas. “São em datas como esta que as pequenas redes podem se diferenciar das grandes. A ornamentação com bandeirinhas e as degustações são mais praticadas pelos supermercados pequenos, o que confere um ambiente caseiro e familiar, como a data sugere”, aposta Longo.

Frio também é comemorado pelo setor
De acordo com os dados apurados pela Associação, a chegada do frio também é comemorada pelos empresários do ramo supermercadista. “Precisamos de estações bem definidas para que os itens sazonais tenham sua expectativa de procura atingida. Para o comércio, o ideal é que o verão seja bem quente e o inverno bem frio”, destaca Longo.

Dia dos Namorados
De olho na previsão de baixas temperaturas, os supermercados também projetam um crescimento de 7% nas vendas de vinhos para o Dia dos Namorados deste ano, na comparação com a data de 2016. O setor prepara ainda a comercialização de 1,4 milhão de caixas de bombons para a data, número 5% superior ao ano passado.

“Para o Dia dos Namorados, também são um público-alvo os ‘eternos namorados’, casais com mais de 40 anos que apostam em um jantar romântico em casa para agradar o parceiro. Além dos vinhos, este nicho de mercado buscará massas, chocolates e sobremesas nas lojas do segmento”, prevê Longo.

Com relação às flores, cada vez mais empresas de pequeno e médio portes incorporam esta opção de presente em seu mix. “Hoje, os supermercados já contemplam flores para todos os bolsos, com preços entre R$ 5 e R$ 100. Este é um grande diferencial”, observa Longo.

Preços
Em relação aos preços, o estudo da Associação mostra que o vinho (+15%), o refrigerante (+11,7%) e o milho (+11,2%) foram os itens que mais subiram na comparação com o mesmo período de 2016. Enquanto isso, as frutas (-11,2%) e a cerveja (-2,3%) apresentaram retração nos valores.

Sobre o(a) Autor(a)

Confira nas Bancas

Curta nossa página

Ganhadores do Mérito

Publicidade

Publicidade