Selecione a página

Caçapava tem 48 casos confirmados de Covid-19

Caçapava tem 48 casos confirmados de Covid-19

De acordo com o último Boletim Epidemiológico emitido pela Secretaria Municipal da Saúde, até quarta-feira (10) Caçapava tinha 48 testes positivos para coronavírus, sendo 32 testes rápidos positivos, alguns considerados curados e não mais transmissores e 16 PCR (testes no Lacen do Estado) e com carga viral em tratamento. Ainda segundo o boletim, mais 19 casos estão em investigação e 99 pessoas estão em monitoramento. Até dia 10, haviam sido feitos 354 testes no município.

Segundo informação da Secretaria de Saúde, na quarta-feira quatro pessoas estavam internadas na ala especial do Hospital de Caridade Dr. Victor Lang; destas, três testaram positivo para Covid-19 e uma aguardava o resultado do exame. Porém, segundo a direção do Hospital de Caridade, eram nove pessoas internadas por Covid-19: quatro que testaram positivo e cinco que aguardavam o resultado dos testes.

A Secretaria de Saúde informou que mais de 100 testes rápidos foram feitos na terça e quarta-feira em profissionais da área de saúde do município e que, com a quantidade de testes sendo realizados, deve aumentar o número de casos positivos. A Secretaria informou ainda que seriam retomadas as barreiras sanitárias a partir de quinta-feira (11), início de feriado prolongado.

Nas barreiras será feita a aferição de temperatura em todas as pessoas que entrem no município, e os carros serão desinfectados com quaternário de amônia, ao longo de todo feriado. A secretária da Saúde, Inês Salles, disse ainda que foram comprados dispensers de álcool em gel para todas as unidades de saúde e serão instalados, também, em pontos estratégicos da cidade.

A Prefeitura na semana passada anunciou a compra de 2 mil testes rápidos de covid-19 para testar em massa profissionais da saúde e pessoas que apresentaram sintomas gripais e/ou tiveram contato direto com positivados (conforme protocolo). Na quarta-feira (10), foi divulgada a compra de mais 3 mil testes (um investimento de R$ 500 mil) e a contratação de mais enfermeiros e técnicos. Estes novos testes deverão ser aplicados também em profissionais do comércio local e em todos os servidores públicos do município.

A medida, segundo o prefeito Giovani Amestoy, visa identificar pessoas que estão com a carga viral e espalham o vírus. “Além de testar os servidores da Saúde, vamos estender estes testes a todos os servidores do município (mais de mil) e também aos comerciários, que estão em áreas de grande risco de contaminação”, disse o prefeito. Segundo ele, a medida serve também para que se mantenha o comércio aberto.

Outra medida relacionada ao comércio diz respeito ao horário de funcionamento, a partir de segunda-feira (15), o comércio passará a funcionar em um novo horário, das 9h às 17h, para reduzir a circulação de pessoas, devido a ocupação de mais de 50% dos leitos do hospital no município.

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade