Selecione a página

Caçapava tem novo delegado titular

Caçapava tem novo delegado titular

O alagoano Bruno Carnaúba assumiu a função em 14 de setembro. Em entrevista à Gazeta, ele fala da expectativa para o trabalho aqui, que deverá ter atenção especial ao tráfico de drogas, à violência doméstica e ao abigeato

Desde 14 de setembro, a delegacia de Caçapava está sob o comando de Bruno Carnaúba. Natural de Maceió (AL), ele é formado em Direito pelo Centro Universitário Cesmac e possui pós-graduação em Direito Constitucional pela Faculdade Damásio de Jesus. Trabalhou como advogado durante cinco anos e, na esfera policial, atuou como agente de polícia em Pernambuco por três anos.

– Tive uma aprovação no Rio Grande do Sul, em Pernambuco e em São Paulo como delegado de polícia. Escolhi o Rio Grande do Sul, passei seis meses em Porto Alegre fazendo o curso de formação e, no dia 14, fui nomeado. Escolhi Caçapava pela localização, por ser uma cidade mais central – explicou.

Na cidade há pouco mais de uma semana, o novo delegado disse que a primeira diferença que notou foi em relação à temperatura, que é mais fria que a de Porto Alegre, onde ele estava morando.

– Todo mundo me falava: “Caçapava é legal, mas é bem frio”. Estou com sorte que estou pegando o final do inverno e o início da primavera, então, vou ter um tempo para me adaptar. Estou gostando da cidade, principalmente das pessoas, todos me tratam com muita gentileza, educação e carinho. Me falaram também que as pessoas aqui são muito receptivas, e realmente estou vendo que é verdade – declarou.

Na tarde de terça-feira, dia 21, Bruno Carnaúba teve uma reunião com o prefeito Giovani Amestoy (PDT), o vice-prefeito Luiz Guglielmin e o procurador jurídico do município, Luciano Pavanatto. Segundo o delegado, o encontro foi breve e teve como objetivo apresentar-se e conhecer o chefe do Executivo.

A inauguração da Sala das Margaridas da delegacia de Caçapava – projeto proposto pela vereadora Mirella Biacchi (PDT) e encaminhado pelos delegados anteriores, Adriano Linhares e Débora Dias – está marcada para o dia 29 de setembro. Sobre a importância deste espaço, o delegado Bruno declarou:

– A violência doméstica hoje no país é também uma pandemia. As vítimas, quando vêm à delegacia, às vezes se sentem amedrontadas, em um lugar meio frio. A Sala das Margaridas vai ter uma servidora que é capacitada no atendimento à mulher vítima de violência e consegue amparar melhor a vítima, e fazê-la entender quais são seus direitos e o que pode fazer para evitar esse tipo de violência.

Além da delegacia de Caçapava, desde quarta-feira, dia 22, Bruno Carnaúba também é responsável pela de Santana da Boa Vista. Quanto à expectativa para os próximos meses à frente dessas delegacias, disse que o intuito é combater a criminalidade, com foco no tráfico de drogas, na violência doméstica, no abigeato e no furto de gado.

– Vamos tentar fazer esse combate de modo eficiente e efetivo para dar um pouco mais de sentimento de segurança. Quero contribuir com a comunidade – finalizou.

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade