Selecione a página

Região central registra maior número de casos de Covid-19 no município

Região central registra maior número de casos de Covid-19 no município

A Secretaria de Saúde de Caçapava, em parceria com o Comitê de Combate ao Coronavírus, através do médico Bruno Freitas da Costa, está mapeando o cenário epidemiológico do Coronavírus do município para mais uma fase de ações em combate a pandemia.

Os dados repassados ao médico Bruno, que atua na rede SUS do município e que faz parte do Comitê de Combate a Coronavírus de Caçapava, são os mesmos usados pela Secretaria de Saúde para notificar o Estado do Rio Grande do Sul através do ESUS (Sistema de Saúde Federal) e cujo resumo é informado via Boletim Epidemiológico.

De acordo com o gráfico de casos por semana de covid-19 no município por PCR, o menor número registrado foi na primeira semana de 08 a 15 de maio, quando seis pessoas testaram positivo. O índice foi baixo pois, naquele momento, a quantidade de testes realizados e casos registrados ainda eram baixos. Um mês depois, na semana de 06 a 13 de julho, os índices foram próximos, com nove casos registrados, porém, desta vez, com alto número de testes haviam sido realizados, quase 2 mil testes.

Ainda conforme o mesmo gráfico, a semana com maior número de casos positivos de covid-19 foi no mês de junho de 22 a 29. A Secretaria de Saúde acredita que foi devido à quantidade de profissionais da saúde que haviam se contaminado e também devido aos feriados prolongados de maio e junho, quando muitas pessoas se deslocaram de suas residências ou receberam visitas de familiares de outros municípios nestas datas, o que pode ter gerado contágio de quem era assintomático.

O gráfico de número de casos por bairros demonstra que o centro da cidade, onde mais circula pessoas devido ao comércio e de pessoas de todas as regiões é o local com maior número de casos: 134 no total.

Por isso a Secretaria de Saúde junto ao Comitê intensificaram ações de fiscalização, instalou álcool em gel nestes locais e restringiu acesso para quem não portar máscaras além de instruir que, ao se deslocar ao centro, evite que seja mais de um membro em família.

Bairros populosos também registraram mais casos de positivo para o covid-19, como Pazinato (20), Henriques (16) e Promorar (14). O interior, apesar de 17 casos, está relacionado a dezenas de diferentes bairros devido sua extensão. No estudo também foi comprovado que as mulheres, com 167 casos de positivo, são a maioria dos contaminados na cidade, em relação aos homens (113 casos).

No caso de profissionais de saúde, o maior número de contaminados foram os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, totalizando 26 casos. Isso se dá devido esses profissionais serem maioria da linha de frente no combate à pandemia.

Em segundo lugar vem os agentes comunitários de saúde, oito casos e depois a enfermagem, com 7 casos. Médico, apenas um caso registrado. No total foram 70 profissionais da área de saúde, isso se deu devido esses profissionais serem da linha de frente e devido a testagem em massa deles promovida pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde.

Confira os gráficos:

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade