Selecione a página

Secretária Arita Bergmann visita Caçapava

Secretária Arita Bergmann visita Caçapava

A secretária Estadual da Saúde, Arita Bergmann, cumpriu agenda em Caçapava na sexta-feira, dia 05. Ela foi recebida para um café da manhã na Chácara do Forte pelo prefeito Giovani Amestoy, pelo vice-prefeito Luiz Guglielmin e pela secretária Municipal da Saúde, Inês Salles. Também estavam presentes o ex-prefeito de Caçapava e atual diretor do BRDE, Otomar Vivian; o coordenador regional de Saúde, Júlio Lopes; o presidente do Hospital de Caridade Dr. Victor Lang, Florenço Mônego; o vice-presidente do Hospital, Antônio Borges; secretários de município; e vereadores.

O objetivo da vinda da secretária ao município foi discutir melhorias para a Saúde em Caçapava. Após o café, ela participou de uma visita ao Hospital e de uma reunião com representantes da entidade e autoridades locais na Associação Comercial e Industrial de Caçapava do Sul. Foram solicitadas diversas demandas de infraestrutura, investimentos, o valor de R$ 1,4 milhões que falta do repasse para custeio da Saúde no município, a liberação da utilização da UTI Móvel, a retomada de atendimentos de traumatologia e de oftalmologia e das cirurgias eletivas que são marcadas pelo Estado e estavam suspensas devido à pandemia.

Para entrar em funcionamento, a UTI Móvel precisa de autorização da 8ª Coordenadoria Regional de Saúde (8ª CRS) e do Estado para que possa ser feito o deslocamento de pacientes do município para hospitais em outras cidades. A secretária Arita disse que, junto à 8ª CRS, vai auxiliar o município a credenciar a UTI Móvel.

Após ouvir as demandas, Arita Bergmann informou que o Estado vai investir mais de R$ 80 milhões em hospitais, que devem se credenciar para receber recursos provenientes deste valor e realizar pequenas cirurgias eletivas, reduzindo assim as filas de espera.

– O hospital de Caçapava deve se credenciar e participar da busca deste recurso. Aproveito para anunciar também que o repasse anual de R$ 800 mil que o Estado faz ao hospital para custear atendimentos será aumentado para R$ 2,1 milhões ao ano, ou seja, R$ 1.344.000,00 a mais para valorizar o serviço que o hospital entrega para a comunidade local e aumentar a oferta de atendimentos – declarou.

A secretária Arita disse ainda que, até dezembro, dará um retorno sobre a realização do serviço de endoscopia solicitado pelo hospital, e que a entidade poderá voltar a fazer o atendimento de traumatologia, caso entenda possível prestar o serviço. Além disso, ela informou que Caçapava poderá, através da Apae, ser sede regional do programa TEAcolhe RS, para crianças com Transtornos do Espectro Autista.

Informações: William Brasil/Imprensa Prefeitura

Foto: Catherine Vargas/Imprensa Prefeitura

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade