Selecione a página

Suposto “fura-fila” causa polêmica

Suposto “fura-fila” causa polêmica

Um suposto “fura-fila” na vacinação contra a Covid-19 em Caçapava causou polêmica, virando notícia na imprensa estadual. Comentários nas redes sociais davam conta de que servidores da Secretaria de Assistência Social teriam sido vacinados irregularmente.

Na tarde de hoje, dia 11, a Prefeitura explicou que as doses aplicadas nestes servidores são sobras que não podem ser guardadas, a chamada xepa: restos que ficam nos frascos já abertos e que perdem a validade se não utilizados, tendo de ser descartados. Segundo a Prefeitura, para receber essas doses, há uma listagem de pessoas que desempenham funções consideradas essenciais.

Também conforme a Prefeitura, 19 dessas doses foram aplicadas em servidores da Secretaria de Assistência Social, que seriam conselheiros tutelares, responsáveis pela entrega das cestas básicas, assistentes sociais, motoristas que levam cestas básicas às pessoas isoladas em decorrência da Covid-19, monitores de abrigos para menores e servidores que trabalham no Centro de Referência à Assistência Social (Cras) Floresta. Outras já haviam sido aplicadas em cuidadores de idosos que prestam serviço de atendimento domiciliar, profissionais assalariados que cuidam de pessoas acamadas, coletores de lixo doméstico, e educadores físicos.

Ainda com as sobras de doses, a Prefeitura pretende iniciar a vacinação de professores e funcionários de escolas, profissionais que trabalham em lotéricas e supermercados e funcionários da Secretaria de Obras.

Foto: Catherine Vargas/imprensa Prefeitura

Sobre o autor

Publicidade

Ouça nosso Podcast

TV Gazeta – Vídeos

Previsão do Tempo

Publicidade

Publicidade

RESULTADOS

Signos

Publicidade

Publicidade